Sobe para 34 número de mortos em naufrágio de balsa em Bangladesh

·1 minuto de leitura
Equipes de emergência retiram corpo do rio Shitalakshya, em Narayanganj

Pelo menos 34 pessoas morreram no domingo (4) no naufrágio de uma balsa que transportava cerca de 50 passageiros - informam autoridades locais nesta terça-feira (6), após a descoberta de mais seis corpos.

Com cerca de 50 passageiros a bordo, a balsa "Sabit Al Hasan" naufragou após se chocar com outro barco no centro de Bangladesh.

A embarcação afundou no rio Shitalakhsya por volta das 18h (9h de Brasília), após ter zarpado da cidade de Narayanganj, a 20 quilômetros da capital, Daca, com destino ao distrito vizinho de Munshiganj, relataram funcionários do governo local.

As buscas por eventuais sobreviventes continuam.

Um membro da polícia local disse à AFP que a balsa transportava muitos passageiros ansiosos para deixar Narayanganj, depois que o governo decretou um confinamento nacional de sete dias a partir de segunda-feira para lidar com o recente aumento de casos de covid-19.

Várias pessoas "conseguiram nadar até a margem depois do naufrágio", disse à AFP Mustain Billah, um funcionário local.

Baseado em testemunhos de familiares, "pelo menos duas pessoas continuam desaparecidas", acrescentou.

O chefe da polícia local, Dipak Saha, relatou que a busca teve dificuldades durante horas, devido a uma forte tempestade iniciada após o acidente.

Os acidentes com balsas são frequentes em Bangladesh, país localizado em um delta atravessado por centenas de rios.

Milhões de pessoas dependem das balsas para se locomover, especialmente na região costeira do sul do país, mas as embarcações costumam estar sobrecarregadas e navegam em más condições.

Em junho do ano passado, pelo menos 32 pessoas morreram no naufrágio de uma balsa que colidiu com outro barco em Daca.

sa/grk/jfx/mm/lpt/jvb/dg/mr/tt