Sobe para 43 o número de mortos na Baixada Santista

TAYGUARA RIBEIRO
***FOTO DE ARQUIVO*** GUARUJÁ, SP, BRASIL, 04-03-2020: Deslizamento de terra no Morro Vila Baiana, no Guarujá, na Baixada Santista. Moradores reclama de falta de assistência aos moradores do morro. Deslizamento de terra provocado pela forte chuva da madrugada de terça-feira deixou 21 mortos e 28 desaparecidos na Baixada Santista. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sobe para 43 o número de vítimas na Baixada Santista, após deslizamentos de terra, na semana passada, durante um forte temporal, segundo a Defesa Civil do estado de São Paulo, gestão João Doria (PSDB).

As cidades mais atingidas foram Guarujá (32 mortes e 36 pessoas não localizadas), Santos (8 mortes) e São Vicente (3 mortes). De acordo com o órgão, o número atual de desabrigados é de 328 em Guarujá e 185 em Santos.

Desde sábado (7), 40 militares das Forças Armadas, sendo 30 do Exército e 10 da Aeronáutica, reforçam o trabalho triagem de donativos e assistência, em conjunto com as defesas civis municipais e estadual.

Foram disponibilizadas 30,5 toneladas de materiais de ajuda humanitária, entre colchões, cobertores, cestas básicas, roupas, água sanitária, kits de limpeza, kits de higiene e água potável, segundo a Defesa Civil.

Ainda segundo a Defesa Vicil, foram disponibilizadas 32,1 toneladas de materiais de ajuda humanitária aos municípios afetados, entre colchões, cobertores, cestas básicas, roupas, água sanitária, kits de limpeza, kits de higiene e água potável.