Sobe para 62 número de mortos em explosão durante reza em mesquita no Afeganistão

·2 min de leitura
TOPSHOT - Afghan men inspect the damages inside a Shiite mosque in Kandahar on October 15, 2021, after a suicide bomb attack during Friday prayers that killed at least 33 people and injured 74 others, Taliban officials said.  / AFP / JAVED TANVEER
Homens trabalham na inspeção da mesquita xiita onde ocorreu o ataque. Foto: AFP / JAVED TANVEER
  • Ao menos 72 pessoas ficaram feridas

  • Nenhum grupo reivindicou o ataque

  • Testemunhas relatam presença de homens-bomba

A explosão que aconteceu durante a oração do meio-dia desta sexta-feira (15) na mesquita xiita Bibi Fatima, na cidade de Kandahar, ao sul do Afeganistão, deixou ao menos 72 feridos e 62 mortos, de acordo com atualização mais recente da Bakhtar, a agência de notícias oficial do Talibã.

A cidade é a segunda maior do Afeganistão e fica a 500 quilômetros de Cabul, capital do país. A Bibi Fatima é a maior mesquita xiita da cidade. Às sextas-feiras, muçulmanos celebram seu dia santo da semana, que é quando descansam e se encontram para orar.

Até agora, nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque. No entanto, o atentado tem características de ataques do Estado Islâmico.

Leia também:

Segundo uma testemunha relatou à agência de notícias AFP que ouviu três explosões: uma na porta principal da mesquita, a segunda na área ao sul do local e uma terceira no espaço onde os fiéis se lavam antes de entrar no templo.

De acordo com outra testemunha, quatro homens-bomba entraram na mesquita, dois dos quais detonaram a carga explosiva em um portão de segurança, que abriu espaço para os fiéis tentarem se proteger dentro da mesquita. Em seguida, a congregação de fiéis foi atacada.

No Twitter, o porta-voz do Ministério do Interior, Qari Sayed Khosti, lamentou o ataque. "Estamos tristes ao saber que uma explosão ocorreu em uma mesquita da irmandade xiita no primeiro distrito da cidade de Kandahar, na qual vários de nossos compatriotas foram martirizados e feridos".

Ele informou também que as forças especiais do Talibã chegaram à área "para determinar a natureza do incidente e levar os perpetradores à justiça”. Eles pediram também doações de sangue para os feridos.

Outras explosões

No dia 8 de outubro, outra explosão deixou mais de 100 vítimas, entre mortos e feridos, também em uma mesquita xiita, na cidade de Kunduz. Na ocasião, um homem-bomba realizou o atentado durante um momento de oração, em que o local estava cheio. O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque suicida.

Tanto o Talibã quanto o Estado Islâmico são grupos sunitas, mas são rivais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos