Sobrevivente do massacre do Texas diz que não quer voltar à escola para atirarem nele

Massacre no Texas: atirador matou 19 pessoas em escola. Foto: REUTERS/Marco Bello
Massacre no Texas: atirador matou 19 pessoas em escola. Foto: REUTERS/Marco Bello
  • Tragédia ocorreu na cidade de Uvalde

  • Menino de 10 anos lamentou morte de colegas

  • 'Basicamente todos eram meus amigos'

Alunos que sobreviveram ao massacre em uma escola primária do Texas, nos Estados Unidos, sofrem com trauma deixado pela tragédia. O jovem Jayden Perez, de 10 anos, afirmou que sequer sabe se irá voltar a estudar.

“Não, por causa do que aconteceu. Eu não quero ter nada a ver com outro tiroteio em uma escola. E eu sei que isso pode acontecer de novo, provavelmente", desabafou em entrevista à CNN International.

Perez está entre os sobreviventes do massacre da última terça-feira (24) na Robb Elementary School, na cidade de Uvalde. Ele conta que os alunos do colégio frequentemente passavam por treinamentos para eventuais situações como essa.

"Foi assustador porque eu nunca pensei que um ataque iria realmente acontecer", lamentou o menino. Ele relata que, durante o ataque, se escondeu entre as mochilas de uma sala de aula, enquanto a maioria de seus colegas se abrigavam debaixo de mesas.

Sobre as vítimas do massacre, o pequeno Jayden afirmou: "Basicamente todos eram meus amigos".

O que se sabe sobre o massacre

O jovem responsável pelo massacre que matou 21 pessoas em um colégio de Uvalde, no estado norte-americano do Texas, na última terça-feira (24), atirou contra a própria avó momentos antes do ataque.

Salvador Ramos, de apenas 18 anos, foi identificado como autor dos disparos que mataram 19 crianças e dois professores. Antes, porém, havia “atirado em sua avó”, conforme revelou o governador do Texas, Greg Abbott.

Salvador invadiu a escola armado e assassinou 19 alunos do 2º, 3º ou 4º ano, todos com idade entre 7 e 10 anos. Dois docentes também foram alvejados e morreram durante o ataque.

Inicialmente, a imprensa local noticiou que o criminoso foi detido pela polícia. Posteriormente, porém, foi confirmada a informação de que ele havia morrido em tiroteio com os agentes.

Dois agentes de fronteira teriam sido baleados na troca com Ramos, um deles na cabeça. As autoridades disseram que ambos estão em condição estável no hospital.

Ainda não está claro o motivo que levou Salvador a cometer o crime bárbaro, mas, ao que tudo indica, ele agiu sozinho. O jovem não possuía antecedentes criminais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos