Socorristas encontram três mineradores mortos na Colômbia, 11 seguem desaparecidos

Socorristas encontraram mortos três dos 14 mineradores que na segunda-feira ficaram presos após a explosão em uma mina de carvão no município colombiano de El Zulia (leste), informou uma autoridade nesta sexta-feira (3).

Os socorristas encontraram na quinta-feira os corpos sem vida de três mineradores, informou Gustavo Raad, funcionário da estatal Agência Nacional da Mineração, encarregado da busca.

Na quarta-feira, outro trabalhador que estava na superfície da mina morreu devido às graves queimaduras que sofreu após a explosão dentro do poço, causada segundo as primeiras investigações pelo acúmulo de gases.

"Isso nos deixa com um saldo de 15 pessoas afetadas, onde há quatro mortes e 11 trabalhadores que ainda estão desaparecidos", acrescentou Raad em comunicado enviado à imprensa.

Mais de 70 socorristas continuam com as operações de busca nesta sexta-feira, devido à incerteza das famílias que aguardam notícias.

Quatro dias após a explosão, as autoridades começam a esclarecer o que aconteceu dentro da mina, que funcionava com alvará do Estado.

"Houve uma explosão de grande magnitude dentro da mina que provocou um incêndio" e posteriormente a emissão de uma "série de gases" que impediu os trabalhos de resgate por "quase 36 horas", explicou à AFP Jhon Olivares, secretário de Minas do Norte de Santander, departamento fronteiriço com a Venezuela onde se encontra El Zulia.

Os socorristas "descobriram que a explosão foi de tal magnitude que cerca de 90% da mina desabou, então o trabalho foi bastante complexo", acrescentou.

A Colômbia, onde os acidentes de mineração são constantes, registrou 148 mortes nesse tipo de evento no ano passado. Petróleo e mineração são os principais produtos de exportação do país.

das/ltl/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos