Soldados do Chade matam 207 combatentes do Boko Haram na Nigéria, diz Exército

N'DJAMENA (Reuters) - Soldados do Chade mataram 207 militantes do Boko Haram em combate nesta terça-feira próximo a uma cidade da Nigéria, na área de fronteira com Camarões, anunciou o Exército chadiano em comunicado.

Um soldado do Chade foi morto e outros nove ficaram feridos nos confrontos perto de Garambu, cenário de ataques regulares por parte do grupo islâmico nigeriano nos últimos meses. Não houve verificação independente imediata sobre o anúncio do Exército do Chade.

Militares do Chade também alegaram terem apreendido grandes quantidades de pequenas armas e munições e dois caminhões.

Níger, Camarões e Chade lançaram uma campanha militar regional para ajudar a Nigéria a derrotar a insurgência do Boko Haram, que pretende criar um emirado islâmico.

Chade disponibilizou tropas no mês passado em apoio aos esforços de Camarões para brecar repetidas incursões transfronteiriças pelos islamitas, cujas operações ameaçam cada vez mais os vizinhos da Nigéria.

A União Africana autorizou no mês passado a criação da força regional, que incluirá também Benin, e está pressionando por um mandato do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para a operação.

(Reportagem de Madjiasra Nako)