Soldados israelenses matam palestina que se aproximou de militar com faca

As forças israelenses mataram uma palestina que se aproximou de um soldado com uma faca no sul da Cisjordânia, informou o exército nesta quarta-feira.

O ministério palestino da Saúde confirmou a morte de Ghofran Warasnah, de 31 anos, que foi atingida por um tiro no peito, nas proximidades do campo de refugiados palestinos de Al Arub, em Hebron.

O exército israelense anunciou que "neutralizou" um agressor armado com uma faca que "avançou na direção de um soldado que participava em uma operação de segurança de rotina" na área.

"Os soldados responderam e abriram fogo", afirma o exército em um comunicado, que acrescenta que nenhum militar foi ferido e apresenta a imagem de uma pequena faca de cozinha.

Dezenove pessoas, a maioria civis israelenses, morreram em ataques executados por palestinos e árabe-israelenses desde o fim de março.

As forças de segurança israelenses responderam com operações dentro de Israel e na Cisjordânia, territorio palestino ocupado por Israel desde 1967, especialmente na região de Jenin, ao norte.

Trinta e seis palestinos morreram na Cisjordânia, alguns sob suspeita de atuação em organizações armadas e outros simples civis, incluindo uma famosa jornalista palestina do canal Al Jazeera, que trabalhava em Jenin.

jjm/an/bl/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos