Soldados israelenses matam palestino que tentou atacá-los na Cisjordânia

·1 min de leitura
Soldados israelenses realizam patrulha na Cisjordânia, em 17 de dezembro de 2021 (AFP/JAAFAR ASHTIYEH)

Um palestino que tentou jogar seu veículo contra soldados israelenses na Cisjordânia ocupada foi abatido a tiros nesta terça-feira (21), informou o Exército de Israel em comunicado.

Após ser atingido por disparos de soldados nos arredores da cidade de Jenin, no norte da Cisjordânia, o veículo do agressor se chocou com um jipe do Exército. Em seguida, os dois veículos arderam em chamas, informou o Exército, que acrescentou que nenhum soldado ficou ferido.

Por sua vez, o Ministério da Saúde palestino anunciou a morte de um "cidadão", mas não ofereceu mais detalhes.

Segundo o comunicado das Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês), "um terrorista acelerou seu veículo contra um posto militar [...] Os soldados do posto dispararam contra o carro, que se chocou contra um veículo militar próximo e ambos se incendiaram".

Um porta-voz das IDF disse à AFP que o agressor provavelmente morreu por consequência dos disparos.

Nas últimas semanas, vários ataques ocorreram contra cidadãos israelenses por parte de palestinos na Cisjordânia, um território ocupado por Israel.

No domingo, as forças israelenses informaram que tinham capturado quatro palestinos suspeitos de disparar contra um veículo cheio de estudantes em um assentamento na Cisjordânia, uma ação que deixou um morto e dois feridos.

No sábado, a polícia fronteiriça de Israel assinalou que havia detido uma mulher palestina de 65 anos em Hebrom, no sul da Cisjordânia, depois que ela feriu um israelense no ombro com um punhal.

Israel ocupou Cisjordânia em 1967 e cerca de 500.000 israelenses vivem em assentamentos neste território, considerados ilegais pela comunidade internacional.

jjm/tp/hj/mis/sag/ag/rpr/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos