Soldados ucranianos falam em "inferno na terra" no Donbass

Um inferno na terra”. Estas foram as palavras utilizadas pelos soldados ucranianos para classificaram o que se passa na frente de combate na região do Donbass, no leste da Ucrânia.

Artem Ruban, militar do batalhão Svoboda, realçou o heroísmo e a moral elevada dos colegas, apesar dos intensos combates. O soldado disse que irão "continuar a lutar contra o inimigo" até conseguirem recuperar as fronteiras de 2014, incluindo a Crimeia e as outras cidades.

Ruban acrescentou que na linha da frente, no Donbass, a situação era muito difícil e recordou que não estravam a lutar "em condições ditas humanas". À luz da distância temporal, é difícil explicar como se sentiam ou como eram as coisas lá, salientou. O objetivo das tropas ucranianas era destruir o inimigo e lutar até ao fim, explicou.

Este soldado foi um dos muitos que teve de retirar-se de Severodonetsk a 24 de junho, após o avanço das tropas russas. Esta cidade é estratégica para o total controlo da região do Donbass, um dos objetivos declarados de Moscovo desde o início da guerra.

Após a tomada de Severodonetsk, o Kremlin tenta agora conquistar Lysychansk, do outro lado do rio Donets. Se conseguir, estará cada vez mais perto de conseguir atingir os seus objetivos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos