'Sonhamos gerar e também adotar', diz Ludmilla sobre filhos com Brunna Gonçalves

Extra
·2 minuto de leitura

Na noite de quinta-feira, Ludmilla matou um tiquinho a saudade dos palcos, ainda que não tivesse uma plateia para vibrar ao seu som. O show fazia parte de uma ação de uma marca de lingerie, mostrando que a cantora — dona dos hits “Rainha da favela”, “Verdinha” e “Cheguei” — é um nome cada vez mais forte no universo da moda.

“A saudade dos espetáculos está gigante, hein! Quando liberarem os shows, não me segurem”, diverte-se a estrela.

Para sua performance, Lud usou um vestido preto, cortado propositalmente para revelar seu sutiã.

“Gosto bastante de lingerie, sou bem ligada em ter uma underwear bonita, mas não tenho um modelo favorito, sou mais de olhar e amar por algum detalhe do que por um modelo específico”, diz a moça, casada com a dançarina Brunna Gonçalves. “Amo a Bru, né? Gosto de ver de qualquer jeito: arrumada, bagunçada, acordando, de roupa debaixo, dançando, feliz, emburrada.

Com a proximidade do Dia das Mães, Lud conta que ela e Brunna não descartam ter filhos.

“Sonhamos gerar e também adotar. A maternidade é um desejo e será bem-vinda quando vier. Vamos amar muito quando acontecer, mas não temos nada planejado.”

Feliz da vida com o casamento, Lud, que fez o show para a DeMillus, diz que ainda sofre preconceito quando posta fotos ao lado da mulher.

"Mas não damos bola, porque somos bem resolvidas com nosso relacionamento. Fora o fato de que fomos muito mais abraçadas do que atacadas. Ainda há preconceito, mas enquanto eu tiver voz, vou lutar contra. As pessoas merecem ser felizes, independente da orientação sexual, gente! Coisa mais ultrapassada, olha o que estamos pedindo em pleno 2021: respeito, seja ele na esfera que for.”

Para finalizar, a cantora é questionada sobre o lançamento da música em parceira com a rapper Cardi B.

“Espero que seja logo! Estou morrendo de ansiedade também. Mas antes desse feat, vem mais pedrada por aí, aguardem”.