Sósia de Klay Thompson invade quadra e acaba banido de ginásio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Klay Thompson ganhou um sósia que invadiu a quadra antes do jogo cinco das finais da NBA. Foto: Elsa/Getty Images
Klay Thompson ganhou um sósia que invadiu a quadra antes do jogo cinco das finais da NBA. Foto: Elsa/Getty Images

O jogo cinco da decisão da NBA terminou mal para um influenciador digital que quis se dar bem em cima da segurança do ginásio do Golden State Warriors.

O sósia de Klay Thompson, Dawson Gurley, um YouTuber que também é conhecido como Big Daws, foi banido para sempre do Chase Center de San Francisco depois que passou pela segurança e conseguiu até dar uns arremessos antes do confronto diante do Boston Celtics.

Leia também:

Enquanto estava lá, Gurley aparentemente conseguiu tirar alguns tiros antes que a segurança percebesse que ele não era o verdadeiro Klay Thompson.

Gurley compartilhou uma foto de uma suposta carta que recebeu de Brian J. Herbert, vice-presidente de segurança do Golden State Warriors, notificando-o de sua proibição vitalícia.

“Em 13 de junho de 2022, você entrou pela entrada de funcionários do Chase Center antes de um jogo GSW x Boston Celtics NBA Finals sem um ingresso válido, credencial válida ou autorização pré-aprovada pelo Chase Center, GSW ou o NBA League Office”, diz a carta que Gurley compartilhou nas redes sociais.

“Você enganou deliberadamente os funcionários do Chase Center ao se passar por um funcionário da GSW. O fato de você estar no Chase Center sem as credenciais ou autorização adequadas é uma violação direta do Código de Conduta dos Fãs do Chase Center, GSW e da NBA League”, seguiu o comunicado.

Um porta-voz dos Warriors disse mais tarde que um indivíduo foi banido da arena sem identificar a pessoa que foi sancionada.

“Um indivíduo falsamente se fez passar por um jogador do Warriors em uma tentativa deliberada de acessar áreas não autorizadas dentro do Chase Center”, disse o porta-voz, aparentemente em referência ao Fake Klay. “Essas ações resultaram em uma proibição vitalícia do Chase Center e da Kaiser Permanente Arena”, seguiu.

Gurley mais tarde argumentou que ele “tecnicamente” não “invadiu”, mas admitiu que os funcionários do Chase Center tinham “todo o direito de me banir”, finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos