Sou muçulmana e mãe. Eis o que é explicar o 11 de setembro para meu filho

Dr Huda Saad Jawad
Em depoimento, mãe muçulmana conta a dificuldade de dialogar sobre 11 de setembro com filho pequeno.

*Huda Saad Jawad é uma dentista iraquiano-britânica que mora em Londres com o marido e os dois filhos.

Inocência é um traço que define a infância. É o que permite que as crianças sejam abertas, criativas, otimistas e lindamente inocentes.

Meu filho não é exceção. Sua curiosidade, combinada com sua falta de filtros, causou vários momentos divertidos – e outros tantos constrangedores. Uma situação em particular me deixou angustiada e às lágrimas... Foi por conta de um desenho que ele fez.

Era uma manhã como todas as outras, arrumando as crianças para ir para a escola. Na verdade, era um pouco atípica, porque estávamos prontos antes da hora, sem a correria de sempre. O dia prometia. Sugeri ao meu filho: “Por que você não fica desenhando até a hora de sair?”.

Ele não é o melhor dos artistas, mas gosta de desenhar certas coisas. Seu repertório se resume a carros, casas e aviões. Ele decidiu desenhar o Burj Khalifa, prédio mais alto do mundo e um interesse particular dele, pois tínhamos ido a Dubai.

Elogiei o desenho com a empolgação tradicional das mães, enquanto ao mesmo tempo preparava lancheiras e mochilas. “Muito bem! Você desenha muito bem, deveria sempre desenhar.”

Ele ficou todo orgulhoso. “Posso mostrar para a minha professora?”

“Claro que pode. Ficou ótimo.”

“Mãe, você gostou que eu desenhei o Burj Khalifa porque é o prédio mais alto do mundo e também porque eu desenhei um avião que está voando muito rápido e... Ah, parece que ele vai bater no prédio!”

Olhei de novo. Tinha um avião, muito perto da torre.

“Hum, é um desenho muito legal, mas vamos deixar em casa em vez de levar para a escola.”

“Por quê?”

“Porque você pode fazer outros desenhos legais, vamos deixar este em casa”, respondi.

Porque somos muçulmanos e sua professora vai achar que simpatizamos com os terroristas, pensei.

As perguntas continuam. Você viu acontecer? Qual era o tamanho do avião? Posso ver as notícias? O prédio...

Continue a ler no HuffPost