SP antecipa para sexta (6) vacinação contra a Covid-19 para população com 25 anos

·3 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 - A Prefeitura de São Paulo inicia a vacinação de quem tem 56 anos ou mais. A previsão é que comece, também, a vacinação de quem tem 50 anos, como prevê o calendário do estado de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 - A Prefeitura de São Paulo inicia a vacinação de quem tem 56 anos ou mais. A previsão é que comece, também, a vacinação de quem tem 50 anos, como prevê o calendário do estado de SP. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

GONÇALVES, MG (FOLHAPRESS) - A gestão de Ricardo Nunes (MDB) anunciou, na tarde desta terça-feira (3), a antecipação do calendário de vacinação contra a Covid-19 na cidade de São Paulo.

Quem tem 25 anos poderá tomar a primeira dose de uma das vacinas disponíveis contra o coronavírus já nesta sexta-feira (6). Os moradores com 26 anos terão a mesma oportunidade a partir de quinta (5). E os com 27 anos, de quarta (4) em diante.

O próximo sábado (7), segundo Nunes, será um dia reservado para que a população procure as 468 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município para receber a segunda dose. O prefeito informou também que, nesta terça, 83,8% da população adulta da capital paulista teve acesso à primeira dose.

Até o final desta manhã, pouco mais de 7,5 milhões de moradores haviam sido inoculados com a primeira dose e outros 2,7 milhões com a segunda dose, de acordo com o Vacinômetro SP, ferramenta criada pelo governo paulista para monitorar o ritmo da imunização no estado.

A vacinação tem refletido também na queda do número de pacientes internados com Covid-19 nos hospitais da cidade. Segundo os dados mais atualizados da prefeitura, a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e de enfermaria atingiu 41% e 25%, respectivamente, nesta terça.

Apesar do avanço da imunização, a secretaria de Saúde está à procura de 197 mil pessoas que ainda não compareceram aos postos de vacinação para receber a segunda dose. "Estamos fazendo busca ativa para que todos sejam imunizados", disse Nunes em coletiva à imprensa.

Equipes da secretaria de Saúde do município têm feito contato telefônico e ido aos endereços dos faltosos para convencê-los a completar a imunização. Essa tática pró-vacina já alcançou ao menos 50 mil moradores. Nunes não informou, porém, quantas dessas pessoas foram a um dos cerca de 700 locais de vacinação para concluir o ciclo vacinal.

VARIANTE DELTA

A preocupação das autoridades sanitárias do município, no momento, está centrada na circulação da variante Delta, que tem se mostrado mais transmissível e letal, de acordo com as mais recentes pesquisas científicas.

Nas duas últimas semanas epidemiológicas, os números de infecções na cidade de São Paulo não caíram, apesar da aceleração da vacinação.

Para Edson Aparecido, secretário de Saúde da gestão Nunes, a transmissibilidade em alta pode "ser fruto da circulação da variante Delta e também das temperaturas mais baixas que propiciam o aumento de novos casos de sídrome gripal".

Relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC na sigla em inglês) dos Estados Unidos, divulgado na última sexta (30), mostrou que as pessoas totalmente imunizadas que venham a se infectar com a variante delta podem disseminar o vírus com a mesma facilidade que pessoas não vacinadas.

As vacinas, segundo o órgão americano, continuam eficazes contra a doença grave e a morte, e as infecções em pessoas já vacinadas são consideradas relativamente raras.

Os novos dados reunidos pelo CDC criam um alerta também para a cidade de São Paulo, que decidiu reabrir suas escolas e autorizou a realização de feiras, congressos, convenções sem antes fazer eventos-testes para garantir a retomada segura do setor.

É por causa da delta, disse o secretário, que os esforços de prevenção contra a Covid-19 terão de ser redobrados. Ele citou o uso efetivo de máscara, a testagem ativa e o isolamento de casos suspeitos.

"Vamos também distribuir máscaras N95 para sintomáticos identificados e sua rede de contatos", afirmou o secretário, que também disse ter reservado cerca de 500 mil máscaras para a iniciativa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos