SP antecipa vacinação e prevê imunizar adolescentes até 30 de setembro com 1ª dose

·1 minuto de leitura
Vacinação contra Covid-19 em São Paulo

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O governo de São Paulo anunciou neste domingo a antecipação para 20 de agosto no prazo para vacinar todos os maiores de 18 anos do Estado, com uma primeira dose de um imunizante contra a Covid-19, e informou que incluirá adolescentes de 12 a 17 anos na campanha, com o objetivo de aplicar uma primeira dose neste grupo até 30 de setembro.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria (PSDB) disse que a antecipação será possível graças à compra anunciada recentemente de 4 milhões de doses prontas da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac, que serão aplicadas exclusivamente nos moradores do Estado.

"A antecipação é fruto da aquisição de doses extras da CoronaVac, realizada pelo governo do Estado de São Paulo, sob responsabilidade e custo do governo de São Paulo junto ao laboratório Sinovac... 2,7 milhões dessas doses já chegaram e já estão no centro que fará a distribuição e a aplicação dessa vacina aqui em São Paulo... e temos mais 1,3 milhão de doses que chegam até o dia 30 de julho", disse Doria.

O governo paulista iniciará a vacinação dos adolescentes no dia 23 de agosto, com a aplicação da primeira dose em pessoas de entre 12 e 17 anos gestates, com comorbidade e com deficiência. Após isso, os jovens de entre 15 e 17 anos serão vacinados a partir de 6 de setembro e os que têm entre 12 a 14 anos a partir de 20 de setembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos