SP antecipa vacinação de pessoas de 67 anos para 12 de abril

Anita Efraim e João de Mari
·3 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - MARCH 15: A senior citizen receives the coronavirus vaccination shot at a drive-thru vaccination post in the Memorial da America Latina on March 15, 2021 in Sao Paulo, Brazil. The state of Sao Paulo started to immunize citizens aged between 75 and 76 years old. Health authorities announced they expect to vaccinate 420,000 people within this phase and should reach the milestone of 4 million vaccinated people today. Brazil has over 11.400,000 confirmed positive cases of coronavirus and has over 278,000 deaths. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Atualmente, estão sendo vacinadas pessoas com mais de 68 anos em todo o estado de São Paulo (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)
  • Vacinação de pessoas de 67 anos foi antecipada em SP para 12 de abril

  • Devem ser imunizadas 350 mil pessoas nesta faixa etária

  • Vacinação de professores foi adiantada para 10 de abril

A vacinação de pessoas de 67 anos contra a covid-19 foi antecipada no estado de São Paulo. A partir da próxima segunda-feira (12), pessoas nesta faixa etária podem se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde, centros-escola e postos drive-thru. O governo do estado estima vacinar 350 mil pessoas com 67. 

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (9) pelo vice-governador, Rodrigo Garcia. 

Também foi adiantada a vacinação de professores a partir de 47 anos. A imunização dessas pessoas começa no sábado (10). A estimativa é que seriam imunizadas 350 mil pessoas deste grupo. 

Até o momento, a vacinação de pessoas de 65 e 66 anos está mantida para 21 de abril. São 760 mil pessoas que devem ser vacinadas nesta faixa etária. 

Atualmente, estão sendo vacinadas de 68 anos em todo o estado de São Paulo, além de forças policiais

Confira o calendário:

  • 10 de abril: início da vacinação de professores a partir dos 47 anos

  • 12 de abril: início da vacinação de pessoas com 67 anos

  • 21 de abril: início da vacinação de pessoas de 65 e 66 anos

Vacina Já pelo Whatsapp

O estado de São Paulo firmou uma parceria com o Whatsapp. Agora, os paulistas poderão se fazer pré-cadastro no Vacina Já por meio do aplicativo de mensagem. Para isso, é preciso mandar uma mensagem para o número (11) 952-202-923 e preencher o pré-cadastro.

Vacinação de professores

A vacinação contra a Covid-19 no estado de São Paulo para professores e profissionais da educação começa neste sábado (10). O anuncio foi feito, nesta sexta-feira (9), pelo secretário da Educação, Rossieli Soares durante coletiva de imprensa.

Inicialmente, a vacinação será para profissionais da educação a partir dos 47 anos. A vacinação era uma demanda dos professores para que as aulas presenciais pudessem ser retomadas com maior segurança.

Segundo Soares, no entanto, os servidores só poderão receber a primeira dose da vacina após o sistema validar o cadastro obrigatório aos profissionais de educação e gerar um código, que deverá ser apresentado nas unidades de saúde dos municípios.

Fase vermelha em São Paulo 

São Paulo passará para a fase vermelha do Plano SP, com menos restrições do que na fase emergencial, em vigor até dia 11 de abril. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (9) pelo vice-governador, Rodrigo Garcia. A nova fase entra em vigor na próxima segunda-feira (12).

Segundo Garcia, a decisão se deve a três motivos principais:

  • Vacinação

  • Aumento do número de leitos

  • Queda no número de internações

Na nova fase, as escolas também voltarão a ter aulas presenciais em todo o estado. O secretário de educação, Rossieli Soares, afirmou que a presença é opcional.

O que muda na fase vermelha

O que está permitido

  • Futebol e outros esportes profissionais podem voltar a acontecer após as 20h. É necessários fazer a testagem para a covid-19 e seguir protocolos sanitários mais rígidos. Torcida também não está permitida nos eventos.

  • Retirada de produtor em shoppings e restaurantes está permitida

  • Reabertura de lojas de material de construção

O que continua valendo

  • Restrição de atendimento presencial de todos os serviços não essenciais

  • Toque de recolher entre 20h e 5h

  • Recomendação de escalonamento na entrada e saída de funcionários da indústria, serviços e comércio

  • Obrigatoriedade de teletrabalho para todas as atividades administrativas

  • Proibição de cultos religiosos coletivos