SP compra 30 milhões de doses da CoronaVac e promete população vacinada até dezembro

·3 minuto de leitura
Sao Paulo Governor Joao Doria (L) poses for a photo while holding a dose of the Coronavac vaccine as he stands next to the Butantan Institute director Dimas Covas, at the Guarulhos International Airport, in Sao Paulo, Brazil, on February 10, 2021. - Brazil received on February 10, 2021, a lot with 5,600 liters of the Coronavac vaccine, developed by the Chinese laboratory Sinovac Biotech. (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)
Governador de São Paulo, João Doria, anunciou compra de 30 milhões de doses da CoronaVac (Foto: Nelson Almeida/AFP via Getty Images)
  • Doria anunciou compra de 30 milhões de doses da CoronaVac

  • Vacinas começarão a ser utilizadas após Butantan concluir entrega de 100 milhões de doses

  • Governo pretende terminar de vacinar população paulista até dezembro

O governo de São Paulo garantiu 30 milhões de doses da CoronaVac para serem usadas exclusivamente no estado. A informação foi revelada pelo governador, João Doria (PSDB), em entrevista à rádio CBN.

As doses da vacina chegarão em setembro e começarão a ser aplicadas em outubro. O uso dos imunizantes terá início depois que o Instituto Butantan cumprir o acordo com o governo federal, que prevê a entrega de 100 milhões de doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunização.

Leia também

“São Paulo vai disponibilizar 100 milhões de doses da vacina do Butantan, esse é o contrato que nós temos com o governo federal. E vamos seguir: 46 milhões agora, 54 milhões depois, nós vamos seguir o programa nacional de imunização. Mas, também quero antecipar aqui que, a partir de setembro, após o cumprimento integral do nosso compromisso, do compromisso de São Paulo com o Brasil, com o Ministério da Saúde, já adquirimos 30 milhões de doses da vacina do Butantan junto ao laboratório SinoVac, que chegarão em outubro”, declarou Doria à CBN.

“Outubro, novembro e dezembro nós vamos concluir a totalidade da vacinação em São Paulo, de todas as pessoas que podem ser vacinadas.”

Chegada de insumos para produção de vacinas

Nesta segunda-feira (19), o Instituto Butantan recebeu 3 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), suficiente para produzir 5 milhões de doses da CoronaVac.

Com os insumos, o Butantan conseguirá cumprir a entrega de 46 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Os imunizantes deveriam ser entregues até o fim de abril, mas, com o atraso na chegada do IFA, o acordo será cumprido até 10 de maio.

Até 30 de agosto, o governo de São Paulo deverá entregar 100 milhões de doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunização.

Anúncio do calendário de vacinação

O governo estadual de São Paulo marcou uma coletiva de imprensa para a próxima terça-feira (20) para anunciar todo o cronograma de vacinação contra a covid-19. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB).

Questionado sobre a vacinação de trabalhadores do transporte público, o tucano afirmou à rádio CBN que a informação será divulgada amanhã.

“Em relação à CPTM e Metrô, amanhã temos uma coletiva de imprensa, às 12h45, aqui no Palácio dos Bandeirantes, de onde falo no momento, e nós anunciaremos todo o programa de vacinação daqui pra frente, do dia 20 de abril em diante, e também dos setores do transporte público”, afirmou Doria.

Serão divulgadas as datas de vacinação de todos os motoristas, seja da CPTM, do Metrô e também dos ônibus. “Tanto CPTM, Metrô, como dos ônibus urbanos que fazem o transporte coletivo em larga escala, seja na capital de São Paulo, seja na região metropolitana, seja em outras cidades aqui do estado de São Paulo”, explicou o governador à CBN.

Quem está sendo vacinado em SP

Cars line up at a drive through vaccination center at the Pacaembu Stadium in Sao Paulo, Brazil, on February 9, 2021. - Brazil's regulators gave conditional approval for Sinovac Biotech Ltds shot, CoronaVac, clearing the way for general use. Elderly and at risk members of the population have been given priority.  (Photo by Cris Faga/NurPhoto via Getty Images)
Atualmente, estão sendo vacinadas em São Paulo pessoas com mais de 67 anos (Foto: Cris Faga/NurPhoto via Getty Images)

Atualmente, estão sendo vacinadas em São Paulo pessoas com 67 anos, profissionais da educação com mais de 47 anos, além de forças de segurança.

Confira o calendário de vacinação contra a covid-19:

  • 21 de abril: 65 e 66 anos

  • 29 de abril: 63 e 64 anos

  • 6 de maio: 60, 61 e 62 anos

Doria anunciou que os próximos grupos etários devem receber majoritariamente a vacina Oxford/AstraZeneca, produzida no Brasil pela Fiocruz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos