SP entrega 2,5 milhões de doses da CoronaVac para cinco estados brasileiros

·3 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - JUNE 18: A health worker prepares a CoronaVac vaccine against COVID-19 during an immunization campaign for people at José Marcílio Malta Cardoso Basic Health Unit on June 18, 2021 in Sao Paulo, Brazil. According to official figures released by the Health Minister, the death toll in Brazil is approaching half a million victims. President Jair Bolsonaro faces a probe as the country undergoes the second-deadliest COVID-19 outbreak outside of the United States. Protests are being held against the Copa America, which is being played in four Brazilian cities amid a surge in cases and deaths.  (Photo by Rodrigo Paiva/Getty Images)
Instituto Butantan e governo do estado de São Paulo vão distribuir 2,5 milhões de doses para cinco estados brasileiros (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images)
  • Butantan vai distribuir 2,5 milhões de doses da CoronaVac para cinco estados brasileiros

  • Ceará, Piauí, Pará, Espírito Santo e Mato Grosso vão receber as doses do Butantan e do governo de SP

  • Governadores presentes destacaram a importância da união em prol da ciência e da vacina

O estado de São Paulo e o Instituto Butantan vão distribuir 2,5 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra a covid-19 produzida em parceria com a farmacêutica chinesa SinoVac, para cinco estados brasileiros: Ceará, Espírito Santo, Piauí, Pará e Mato Grosso. 

A entrega foi feita nesta quarta-feira (22) pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em cerimônia no Instituto Butantan. Estiveram presentes os governadores Camilo Santana (PT-CE), Renato Casagrande (PSB-ES), Wellington Dias (PT-PI) e Helder Barbalho (MDB-PA). O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM-MT) não esteve presente, mas Doria irá até o estado na próxima sexta-feira (24). 

Leia também

O Instituto Butantan finalizou o contrato com o Plano Nacional de Imunização, ao entregar 100 milhões de doses da CoronaVac. O estado comprou mais 30 milhões de doses do imunizante e está distribuindo para os estados brasileiros interessados. Há, ainda, a previsão de repasse para outros países da América Latina. 

"Todos os estados do país utilizaram a vacina do Butantan indistintamente para salvaguardar a vida dos seus cidadãos. Agora, estamos fazendo o início da entrega de novas vacinas para que os governos desses estados que aqui estão representados possam acelerar os seus programas de vacinação", disse Doria. 

Os governadores presentes se posicionaram a favor da ciência e agradeceram ao Instituto Butantan e ao governo paulista. 

Espírito Santo 

O Espírito Santo adquiriu 500 mil doses e, no sábado, já recebeu 200 mil. Ao longo da semana, o estado terá o restante das doses compradas. 

"Essa compra, essa aquisição direta complementará o Plano Nacional de Imunização, as vacinas que estamos recebendo do Ministério da Saúde. Isso permitirá que tenhamos vacinas para aplicar a primeira e a segunda dose para a população acima de 18 anos e permitirá que a gente possa aplicar a primeira dose nos adolescentes de 12 a 17 anos. Esse é um fato importante", explicou Renato Casa Grande. 

Ceará

Camilo Santana fez elogios ao Instituto Butantan e agradeceu pelos esforços para levar a CoronaVac para o Brasil. O Ceará, por sua vez, receberá 300 mil doses da vacina. "Sempre tenho dito ao meu estado, Doria, que não descansarei até vacinar toda a população do meu estado", declarou. "É por isso que estamos aqui hoje, agradecendo ao Butantan, agradecendo ao governo de São Paulo."

Piauí 

Wellington Dias agradeceu ao governador João Doria pelas vacinas e pelo "empenho para ajudar nessa missão do Brasil de salvar vidas". 

"Somos governadores de diferentes regiões do Brasil e também de diversos partidos. O que nos une? Um pacto pela vida, um pacto para salvar vidas. Governadores, prefeitos, ciência, cientistas, profissionais de saúde, municípios tiveram um papel importantíssimo, empresários, e países também que tiveram sensibilidade com o Brasil para ajudar nesse momento. Seguir a ciência é o que nos une", declarou o petista. 

O estado vai receber, inicialmente, 200 mil doses. 

Pará 

O governador Helder Barbalho celebrou a união de forças em prol da vida e da vacinação. "Desde o primeiro momento, temos avançado, inicialmente na busca de proteger as pessoas infectadas, garantindo que o sistema da saúde fosse capaz de assistir a nossa população. Graças à ciência, à pesquisa (...), o mundo descobriu a vacina, e esta sendo a única alternativa para que possamos nos proteger e, consequentemente, virar a página desse momento dramático da vida mundial", declarou. 

O Pará comprou um milhão de doses da CoronaVac e começa a receber as vacinas a partir da próxima segunda-feira (27). "Com isso, nos permitirão, somando com as vacinas que continuarão a chegar do Plano Nacional, que possamos imunizar o maior número de paraenses, salvando vidas", explicou o governador. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos