SP: Marina Silva pode ser vice de Haddad; França iria para o Senado

Adversários na eleição presidencial de 2018, Haddad e Marina Silva podem estar na mesma chapa em 2022 (Foto: DANIEL RAMALHO/AFP via Getty Images)
Adversários na eleição presidencial de 2018, Haddad e Marina Silva podem estar na mesma chapa em 2022 (Foto: DANIEL RAMALHO/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • PT tenta articulação para que Marina Silva seja vice na chapa de Haddad ao governo de SP

  • Proposta foi feita pelo partido que, agora, aguarda a resposta de Marina Silva

  • Partido também faz costura para que Marcio França desista do governo do estado e se candidate ao Senado

O PT está negociando para que Marina Silva (Rede) seja vice na chapa de Fernando Haddad (PT), que disputará o governo do estado de São Paulo. Segundo informações da jornalista Andréia Sadi, da TV Globo, as conversas avançaram e, agora, os petistas aguardam a resposta de Marina.

Outra costura que envolve a eleição de São Paulo é a candidatura de Marcio França (PSB), que até agora é pré-candidato também ao Palácio dos Bandeirantes. No entanto, segundo a TV Globo, na última sexta-feira (24), França esteve com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A ideia do petista é que Marcio França se candidate ao Senado. Segundo Andréia Sadi, a expectativa é de que nesta segunda-feira (27), o político do PSB anuncie a desistência de concorrer ao cargo.

Evento com Haddad e Alckmin

Na última sexta-feira, mesma data do encontro de Lula e França, o pré-candidato a vice presidência na chapa do petista, Geraldo Alckmin (PSB), correligionário de França, fez a primeira aparição pública ao lado de Fernando Haddad, em um evento do MST.

Lula não esteve no evento, mas Alckmin e Haddad trocaram elogiou durante o encontro. O petista exaltou a chapa composta por Lula (PT) e Alckmin e falou sobre a importância de derrotar o presidente Jair Bolsonaro (PL). “Temos que saudar entusiasticamente está aliança entre lula e Alckmin, que vai acabar com este governo fascista, absurdo”, declarou Fernando Haddad.

Em abril, o Datafolha mostrou Fernando Haddad com 29% das intenções de voto, enquanto França tinha 20%. Tarcísio, 10%; Garcia, 6%.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)