SP permitirá que grávidas e puérperas tomem segunda dose da Pfizer após primeira etapa com AstraZeneca

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — O estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira que as gestantes e puérperas que iniciaram esquema vacinal com o imunizante da AstraZeneca devem buscar postos de saúde para receber a segunda etapa com a vacina da Pfizer.

A aplicação deve ocorrer na data prevista anteriormente para a segunda dose com o imunizante da AstraZeneca.

— A partir do dia 23, todas as gestantes que receberam a primeira dose da AstraZenca, podem ser vacinada com a segunda dose da Pfizer — diz Regiane de Paula, coordenadora do Programa Estadual de Imunização.

A decisão está de acordo com uma definição recente da Prefeitura do Rio, que permite que as gestantes também completem o esquema vacinal com a vacina da Pfizer.

A AstraZeneca foi suspensa para o uso em gestantes brasileiras pelo Ministério da Saúde, em maio, após a morte de uma grávida de 35 anos por um AVC. A gestante havia tomado o imunizante desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos