SP registra queda de internações e de óbitos na capital e na Baixada Santista

CAROLINA MORAES
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 29.06.2020 - Encerramento das Atividades do Hospital de Campanha do Pacaembu. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Baixada Santista e o município de São Paulo tiveram queda nos números de internações e de óbitos por coronavírus nos últimos sete dias em relação à semana anterior.

Segundo os dados apresentados pelo governo do estado nesta terça-feira (3), as internações na capital reduziram em 10% e os óbitos, em 17%.

Já na baixada, a redução foi de 13% em relação às internações e 22% em relação ao número de mortes.

"É muito importante a manutenção desse cenário [da capital] e, ele se sustentando, podemos dar os próximos passos na retomada das atividades", disse Patricia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico de SP.

De acordo com Ellen, o estado registrou uma queda geral de 2% em novas internações e de 5% nos óbitos.

Nesta terça, o estado chegou a 281.380 casos de coronavírus e 14.763 óbitos, totalizando 365 mortes nas últimas 24 horas.

Segundo João Gabbardo, médico do comitê de combate ao coronavírus do estado de São Paulo, os números de casos e mortes estão dentro do previsto e, provavelmente, o estado ficará um pouco abaixo do esperado para o cenário de óbitos.

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado está em 64,6% e na grande São Paulo, em 66%.

A gestão de João Doria (PSDB) também afirmou que a partir desta quarta-feira (1º) começam a circular blitz para fiscalização do uso obrigatório de máscaras.

Nesta segunda (29), o governador de São Paulo anunciou que o estado multará pessoas e estabelecimentos comerciais que descumprirem a obrigatoriedade do uso de máscaras de rosto. O valor vai de R$ 500 a R$ 5.000.