SP: Tarcísio e Garcia indicam responsáveis pela transição de governo

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), e o candidato eleito para assumir seu posto a partir de janeiro Tarcísio de Freitas (Republicanos) já indicaram quem serão os responsáveis, de cada lado, por realizar a transição entre governos. Tarcísio escalou o empresário Guilherme Afif Domingos, que coordenou seu plano de governo. Já Garcia, colocou seu secretário de Governo, Marcos Penido, a cargo da tarefa.

PT X bolsonarismo: Eleito, Tarcísio diz ser importante encontro com Lula e defende 'pragmatismo'

Segundo turno: Haddad venceu na região metropolitana, mas interior garantiu vitória a Tarcísio

Tarcísio foi eleito neste domingo de segundo turno ao vencer Fernando Haddad (PT). Garcia apoiou o quadro do Republicanos no pleito. Derrotado no primeiro turno, o tucano não conseguiu a reeleição, ficando em terceiro e encerrando os 28 anos de domínio do PSDB sobre o governo de São Paulo. Tarcísio será o primeiro governador paulista não tucano em quase três décadas.

Rodrigo Garcia confirmou o início da transição após a oficialização do resultado. A indicação de Penido para coordenar a transição foi divulgada nesta segunda-feira. “Faremos a transição que o povo de São Paulo espera, com transparência e diálogo”, declarou o atual governador, em nota.

Penido vai fornecer dados sobre o Orçamento estadual e sobre investimentos, obras e concessões em andamento à equipe de Tarcísio.