SP tem menos de 3.000 internados por Covid, menor número desde abril de 2020

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 11.12.2020 - Profissionais da saúde tratam de pacientes da Covid-19 no IAMSPE (Instituo de Assistência Médica ao Servidor Estadual de São Paulo. (Foto: Rubens Cavallari/Foilhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 11.12.2020 - Profissionais da saúde tratam de pacientes da Covid-19 no IAMSPE (Instituo de Assistência Médica ao Servidor Estadual de São Paulo. (Foto: Rubens Cavallari/Foilhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo tem, nesta terça-feira (9), menos de 3.000 pessoas internadas por causa da Covid-19, menor número desde abril de 2020, período do início da pandemia. São 2.935 pacientes, somando 1.347 em UTI e 1.588 em enfermaria, segundo a Secretaria de Saúde estadual.

No recorde, durante o pico da segunda onda, em abril de 2021, o estado chegou a ter mais de 31 mil pacientes hospitalizados por infecção do coronavírus -13.023 em UTIs e 18.125 em enfermarias.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as taxas de ocupação dos leitos de UTI também estão entre as menores da história da pandemia, com 24,2% no estado em geral e 30,9% na Grande São Paulo. Em março, as taxas de ocupação dos leitos eram de 92,3% e 92,6%, respectivamente.

Nesta segunda (8), pela primeira vez desde o começo da pandemia, o estado não registrou nenhuma morte por coronavírus, segundo informações do Governo de São Paulo.

Como nos fins de semana as notificações de óbitos costumam ficar represadas, é possível que o número seja alterado ainda. De qualquer forma, antes disso, as notificações nunca foram zeradas durante a pandemia --nem mesmo às segundas-feiras.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos