SP tem menos de 3.000 internados por Covid, menor número desde abril de 2020

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.03.2021 - Vacinação contra a Covid-19 no Memorial da América Latina, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.03.2021 - Vacinação contra a Covid-19 no Memorial da América Latina, em São Paulo. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo tem, nesta terça-feira (9), menos de 3.000 pessoas internadas por causa da Covid-19, menor número desde abril de 2020, período do início da pandemia. São 2.935 pacientes, somando 1.347 em UTI e 1.588 em enfermaria, segundo a Secretaria de Saúde estadual.

No recorde, durante o pico da segunda onda, em abril de 2021, o estado chegou a ter mais de 31 mil pacientes hospitalizados por infecção do coronavírus –13.023 em UTIs e 18.125 em enfermarias.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as taxas de ocupação dos leitos de UTI também estão entre as menores da história da pandemia, com 24,2% no estado em geral e 30,9% na Grande São Paulo. Em março, as taxas de ocupação dos leitos eram de 92,3% e 92,6%, respectivamente.

Os números baixos de pacientes são consequência do avanço da imunização no estado, segundo Evaldo Stanislau, médico infectologista do Hospital das Clínicas da USP. "A vacinação intensa que tem ocorrido modificou a apresentação clínica da Covid. Hoje temos uma doença desde assintomática a leve e muito infrequentemente com sinais de gravidade que demandam internação."

De acordo com ele, não há outros motivos que interfiram na redução de hospitalizações, já que há vagas e profissionais da saúde. "Só não internamos mesmo porque não tem tido casos", explica.

São Paulo tem 70,92% de sua população com o esquema vacinal completo, e 84,03% com ao menos uma dose de imunizante contra o coronavírus.

Em relação à população adulta, 100,55% receberam ao menos uma dose da vacina –número atingido no fim de outubro– e 90,04% completaram o esquema vacinal.

A secretaria estadual de Saúde levou em conta a projeção feita pelo IBGE para o tamanho da população em 2021. Segundo a estimativa, há 35,3 milhões de pessoas com 18 anos ou mais.

MORTES POR COVID

Nesta segunda (8), pela primeira vez desde o começo da pandemia, o estado não registrou nenhuma morte por coronavírus, segundo informações do Governo de São Paulo.

Como nos fins de semana as notificações de óbitos costumam ficar represadas, é possível que o número seja alterado ainda. De qualquer forma, antes disso, as notificações nunca foram zeradas durante a pandemia —nem mesmo às segundas-feiras.

Já nesta terça, foram registradas duas mortes no estado. Na capital, o último dado é de domingo (7), quando foram notificados três óbitos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos