SP terá volta de torcida e de público em pé em shows a partir de 1º de novembro

·1 minuto de leitura
Arena Corinthians em São Paulo (SP)

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O governo de São Paulo permitirá a volta de torcida a eventos esportivos e de púbico em pé em shows a partir do 1º de novembro, mas manterá a exigência do uso de máscaras, disse nesta quarta-feira a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patricia Ellen.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, a secretária disse que até novembro 100% da população adulta do Estado já estará vacinada com duas doses ou com vacina de dose única contra a Covid-19, permitindo assim a volta dos torcedores aos eventos esportivos e do público em pé em shows, desde que os eventos tenham controle de público.

Ainda assim, ela afirmou que o uso de máscaras e o respeito aos protocolos de higiene seguirão sendo obrigatórios.

"Daremos grandes passos nesta retomada, mas de forma segura para a população", disse a secretária, ao enfatizar a manutenção da obrigatoriedade do uso de máscara após a volta de torcedores e do público aos shows.

Ela argumentou que alguns países que decidiram abolir a obrigatoriedade do uso de máscara após uma ampla cobertura vacinal tiveram de retroceder e voltar a obrigar o uso da proteção facial.

Com o anúncio desta quarta, o Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1, marcado para 7 de novembro, poderá acontecer com presença de público no autódromo de Interlagos. O evento do ano passado acabou cancelado por causa da pandemia de Covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos