SP voltará a ter aulas presenciais obrigatórias em 18 de outubro

·2 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - OCTOBER 23: Students attend a face-to-face class maintaining social distance at the Teacher Milton da Silva Rodrigues state schoolas part of the gradual return of in-person education amidst the coronavirus (COVID-19) pandemic on October 23, 2020 in Sao Paulo, Brazil. Public and private schools in the state can reopen the doors to carry out on-site extracurricular activities to reinforce and welcome students. (Photo by Miguel Schincariol/Getty Images)
Presença volta a ser obrigatória a partir de 18 de outubro; distanciamento entre carteiras será mantido apenas até 3 de novembro (Foto: Miguel Schincariol/Getty Images)
  • SP voltará a ter aulas presenciais obrigatórias em 18 de outubro

  • Distanciamento de um metro entre as carteiras será mantido apenas até 3 de novembro

  • Máscaras continuarão sendo obrigatórias para alunos e professores

A partir do dia 18 de outubro, o estado de São Paulo voltará a ter aulas presenciais obrigatórias tanto na rede pública quando na rede privada. Os alunos só vão poder ficar em casa se apresentarem uma justificativa médica.

A informação será anunciada de forma oficial na tarde desta quarta-feira (13), em coletiva de imprensa do governador João Doria (PSDB), mas foi adiantada pelo jornal O Estado de S. Paulo e confirmada pela Secretaria de Educação.

Leia também:

A pasta informou que, por enquanto, o distanciamento entre as carteiras dos alunos será mantido. No entanto, a previsão é que a restrição acaba a partir do dia 3 de novembro. O governo estadual não detalhou como as aulas serão retomadas na próxima semana em escolas sem capacidade de manter a distância mínima entre os estudantes, que é de um metro.

Atualmente, a presença dos alunos nas salas de aula é facultativa. Agora, os 3,5 milhões de estudantes da rede pública voltarão às 5,4 mil escolas em todo o estado.

Uso de máscaras

O uso de máscaras continuará sendo obrigatório tanto para alunos quanto para funcionários. O álcool gel e os equipamentos de proteção individual também continuarão sendo usados pelos professores e demais trabalhadores das escolas.

Vacinação

Em São Paulo, 82,78% da população total está com pelo menos uma dose, enquanto 61,55% dos paulistanos estão com o esquema vacinal completo.

No Brasil, estão sendo vacinadas pessoas a partir dos 12 anos. No entanto, em São Paulo, os jovens ainda não começaram a receber a segunda dose da vacina. O esquema vacina só estaria completo após duas semanas da segunda dose.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos