SpaceX enfrenta obstáculo da Nasa para plataforma de lançamento da Starship

Por Joey Roulette

WASHINGTON (Reuters) - A agência especial norte-americana (Nasa) quer garantias da SpaceX, de Elon Musk, de que seu plano de lançamento do foguete Starship não colocará em risco a infraestrutura crítica de lançamento nas proximidades da Estação Espacial Internacional na Flórida, disse um alto funcionário da agência espacial à Reuters.

As propostas da SpaceX para atender às preocupações da Nasa, que incluem um plano para enviar astronautas norte-americanos de uma plataforma de lançamento diferente na Flórida, podem levar meses para obter a aprovação da agência.

No ano passado, a SpaceX acelerou a construção de uma plataforma de lançamento orbital para a Starship em suas instalações em Cabo Canaveral, Flórida, como uma alternativa ao principal local de lançamento e desenvolvimento de testes do foguete em Boca Chica, Texas, que foi submetido a uma longa revisão regulatória prevista para ser concluída na próxima semana.

Mas uma das instalações existentes da SpaceX na Flórida, chamada Launch Complex 39A, no Kennedy Space Center da Nasa, na costa de Cabo Canaveral, é a única plataforma aprovada para lançar a cápsula Crew Dragon da empresa. A Nasa depende dessa espaçonave para transportar seus astronautas para a Estação Espacial Internacional.

Funcionários da Nasa nos últimos meses disseram à SpaceX que uma explosão de nave espacial no Complexo de Lançamento 39A poderia efetivamente paralisar o único meio da agência espacial de lançar astronautas dos EUA para a Estação Espacial Internacional.

“Todos nós reconhecemos que se você tivesse uma falha precoce como tivemos em um dos primeiros voos da SpaceX, seria bastante devastador para 39A”, disse Kathy Lueders, chefe de operações espaciais da Nasa, em entrevista sobre as discussões da agência com a SpaceX, que não comentou o assunto.

A SpaceX já investiu fortemente na construção da plataforma Starship a algumas centenas de metros da torre de lançamento da plataforma 39A. A empresa também está estudando maneiras de tornar a plataforma de lançamento mais resistente a um acidentes e às imensas forças geradas por uma decolagem bem-sucedida, disse Lueders.

Parte do desafio da SpaceX é mostrar que o 39A não será danificado pelo novo oxigênio líquido e combustível de metano da Starship - uma combinação de propulsores com os quais os reguladores da Nasa e dos EUA não estão familiarizados.

"O problema é que o potencial explosivo dessa combinação não é bem conhecido", disse Randy Repcheck, vice-gerente do Escritório de Transporte Espacial Comercial da Federal Aviation Administration (FAA), que supervisiona a segurança da plataforma de lançamento.

(Por Joey Roulette)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos