SpaceX lança com sucesso satélite de comunicação

(Fevereiro) Reprodução de TV mostra um lançamento do foguete Falcon 9 na Flórida

A empresa americana SpaceX lançou com sucesso um satélite de comunicação para a também americana EchosStar Corporation, quarta maior operadora mundial, do Centro Espacial Kennedy, na Flórida.

O foguete Falcon 9 decolou às 2H00 GMT (23H00 de Brasília, quarta-feira) transportando o satélite EchoStar XXIII, que deverá orbitar a mais de 35.000 quilômetros da Terra para fornecer serviços de telecomunicações ao Brasil, informou a empresa.

A SpaceX indicou que não tentaria realizar o pouso da primeira fase do Falcon 9 após o lançamento, uma manobra delicada que a empresa já concretizou com sucesso em sete oportunidades para recuperar esta cara parte do lançador, com o objetivo de reutilizar o material e assim reduzir custos.

A entrada em órbita do satélite deixará um nível reduzido de combustível na primeira fase do foguete para permitir um pouso na Flórida.

Este é o terceiro lançamento desde a explosão, em setembro de 2016, de um foguete que estava na plataforma de lançamento.

A operação aconteceu na histórica plataforma "39A" da Nasa, de onde partiram as missões Apolo com destino à Lua nos anos 1960 e 1970 e os ônibus espaciais entre 1981 e 2011.

A SpaceX, empresa criada e dirigida pelo bilionário Elon Musk, lançou com sucesso em janeiro, da base aérea de Vandenberg na Califórnia, 10 pequenos satélites de comunicação da empresa Iridium, o que marcou a retomada de seus voos quatro meses depois do acidente em Cabo Canaveral em 1º de setembro.

A empresa, que se apresenta como líder da indústria espacial comercial, enviou pela primeira vez em 2010 uma carta para a Estação Espacial Internacional (ISS).

Desde sua criação a companhia sofreu dois acidentes que provocaram grande prejuízo, ambos nos últimos dois anos. Além da explosão de setembro, no dia 28 de junho de 2015 um Falcon 9, que transportava uma cápsula Dragon com uma carga para a ISS, explodiu pouco depois da decolagem.