Spike Lee chama Bolsonaro e Trump de gângsteres no Festival de Cannes

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, 26.11.2013 - O cineasta Spike Lee. (Foto: Zô Guimarães/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO, RJ, 26.11.2013 - O cineasta Spike Lee. (Foto: Zô Guimarães/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cineasta americano Spike Lee, que preside o júri da 74ª edição do Festival de Cannes, chamou o presidente brasileiro de "gângster" durante a abertura da cerimônia, ocorrida nesta terça (6).

"Este mundo é governado por gângsters", disse Lee. "O Agente Laranja [Donald Trump] , o Cara do Brasil [Bolsonaro] e o [presidente russo Vladimir] Putin. Eles são gângsters e farão o que quiserem. Eles não têm moral nem escrúpulos. E temos que falar abertamente contra gângsteres como esse."

Lee estampa o pôster oficial do Festival. Quem ilustra a presença brasileira nesta edição é Kleber Mendonça Filho, convidado a integrar o júri que decidirá quem leva a Palma de Ouro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos