Stallone e Schwarzenegger rejeitam continuação de "Os Mercenários"

Los Angeles (EUA), 5 abr (EFE).- Os veteranos e musculosos Sylvester Stallone e Arnold Schwarzenegger não aparecerão na quarta entrega da saga de ação "Os Mercenários", informou nesta quarta-feira o site da revista "Entertainment Weekly".

"Não há 'Mercenários' sem 'Sly'. Nunca faria o filme sem ele", disse hoje Schwarzenegger à publicação, poucos dias depois que o representante de Stallone anunciou que o ator tinha se retirado do projeto por diferenças criativas com o presidente dos estúdios Millennium, Avi Lerner.

A publicação indicou que ambas as partes não chegaram a um acordo sobre o nome adequado para dirigir o filme, nem sobre que direção deve tomar o roteiro.

Stallone, além de interpretar o mercenário Barney Ross na saga, dirigiu o filme original e foi corroteirista das três primeiras entregas.

Schwarzenegger, que encarnou nesses três filmes o personagem Trench, um sócio de muitos anos de Ross, disse que quase não viu detalhes sobre a nova produção.

"Não vi o roteiro. Nem sequer sei se há um roteiro, e isso que querem gravar em agosto de novo, como costumam fazer", afirmou o veterano ator.

Schwarzenegger comentou que, mesmo que Stallone decidisse retornar ao projeto, ele não o faria se considerar que seu personagem não está bem desenvolvido, como acredita que aconteceu na terceira parte.

"Acho que as duas primeiras foram geniais. Mas, na terceira, meu papel não estava bem escrito. Não se encaixava bem na história. Acho que não tinha nenhum valor no filme", opinou o ator. EFE