Starlink, de Musk, só chegaria a 27% das escolas brasileiras sem internet

Parceria de Elon Musk com governo brasileiro chegaria a apenas 27% das escolas sem internet do país. Foto: Reuters.
Parceria de Elon Musk com governo brasileiro chegaria a apenas 27% das escolas sem internet do país. Foto: Reuters.
  • Dados do Censo Escolar de 2021 mostram que 69,7 mil escolas de ensino médio da rede pública não têm internet para os alunos;

  • Projeto de Elon Musk alcançaria apenas 27,2% do necessário;

  • Menos da metade das escolas públicas com ensino fundamental tem computador de mesa.

Durante sua visita ao Brasil em maio, Elon Musk, CEO da SpaceX, disse que lançaria a rede Starlink no país para alcançar “19 mil escolas não conectadas em áreas rurais e também para o monitoramento ambiental da Amazônia".

Contudo, reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo neste sábado (4) demonstrou as principais dificuldades de implementar o projeto no país. Pelo menos 63,3 mil escolas públicas municipais e estaduais não oferecem internet a alunos no ensino fundamental.

Leia também:

De acordo com dados do Censo Escolar de 2021, realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, somente 36% das escolas têm internet para esses estudantes. No Norte do país, o índice é de apenas 17%.

Segundo dados do Censo Escolar, 69,7 mil escolas de ensino médio da rede pública não têm internet para seus alunos. Desse modo, o projeto de Musk alcançaria somente 27,2% do necessário.

Outro problema é ausência de equipamentos necessários para o uso da rede. Menos da metade das escolas públicas com ensino fundamental tem computador de mesa, e menos de 8% tem tablets.

Além disso, há a falta de eletricidade, que atinge 3.400 escolas, enquanto outras 2.000 funcionam por meio de geradores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos