Start-up britânica fecha parceria com dona do aeroporto de Brasília para criar infraestrutura para 'carros voadores'

A start-up de carros elétricos voadores Vertical Aeroespace, do Reino Unido, fechou parceria com a argentina Corporación America Airports para projetar e explorar no Brasil os chamados de "vertiportos", espécie de aeroporto para aeronaves de pouso vertical e com motor elétrico, os chamados eVTOLs. A Corporación America é dona da Inframerica, que detém a concessão do aeroporto de Brasília.

Impacto da alta de juros: Bancos e economistas mantêm projeções de crescimento fraco para o Brasil em 2022

Aprovado em testes: Carro voador já está autorizado a decolar nos céus da Europa

Disputa entre Boeing e Airbus: Quem vai lançar um carro voador primeiro

Capital aberto: Acionistas da Zanite aprovam fusão com a Eve, empresa da Embraer que desenvolve 'carro voador'

A Vertical informou que a nova parceria, ao lado de outras como com a locadora de jatos Avolon Holdings e a companhia aérea Gol, ajudará a obter a infraestrutura necessária para que o Brasil seja um dos "mercados pioneiros" para os serviços de táxi aéreo.

A Vertical está apostando no Brasil. A cidade de São Paulo é a que tem o mais intenso tráfego de helicópteros do mundo, devido ao trânsito pesado de veículos.

Táxis voadores movidos a eletricidade estão sendo considerados como alternativas "eco-friendly" para os helicópteros. Muitas fabricantes estão atualmente no processo de conseguir certificação para as aeronaves e finalizar os planejamentos para as infraestruturas associadas.

Em setembro, a Gol concordou em compra ou alugar cerca de 250 unidades da empresa de leasing Avolon. A Vertical também tem acordos preliminares com a American Airlines, Japan Airlines, e Virgin Atlantic para iniciar a prestação de serviços em 2025.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos