Startup cria anúncios 'humanos'; motoboys começam a atuar em SP

·1 minuto de leitura
A startup diz ter impactado 13,5 milhões de pessoas com seus anúncios ambulantes rodando 17 mil quilômetros por mês.
A startup diz ter impactado 13,5 milhões de pessoas com seus anúncios ambulantes rodando 17 mil quilômetros por mês.

Na capital paulista, os transeuntes estão se deparando cada vez mais com um novo gênero de publicidade: motoboys em anúncios ambulantes com mochilas equipadas com um painel de LED. Segundo a empresa, é uma forma de os entregadores receberam uma renda extra enquanto rodam pela cidade.

A mochila, criada pela LedBox, leva um painel de LED de 40x40cm conectada a internet, GPS, bateria e um acelerômetro para saber quando o equipamento está em movimento. Já foram feitos núncios da Uber Eats, Nissan, Pernambucanas e Motorola. 

Leia também:

Conforme apurou a CNN Bussiness, não há vínculo empregatício da startup com os funcionários. Cerca de 900 entregadores se cadastraram na plataforma da Ledbox para trabalhar. São feitos treinamentos para operar o equipamento e o aplicativo usado pelos entregadores. 

A remuneração é fixa pelo dia de trabalho, mesmo se o entregador supera o tempo mínimo estabelecido rodando. A Ledbox não abre o valor pago aos motoristas, mas um dos diretores afirmou que o valor é “pouco mais” que um salário mínimo (R$ 1.100) no fim do mês.

A Ledbox, em quatro meses de operação, acredita ter impactado 13,5 milhões de pessoas com seus anúncios ambulantes rodando 17 mil quilômetros por mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos