Startup de veículos elétricos mostra como quer acabar com linha de montagem

Redação Finanças
·2 minuto de leitura
Arrival é uma pequena montadora de veículos elétricos financiada pela UPS, uma empresa de entregas (Divulgação)
Arrival é uma pequena montadora de veículos elétricos financiada pela UPS, uma empresa de entregas (Divulgação)

Trocar as linhas de montagem usadas há mais de um século nas montadoras por microfábricas altamente automatizadas, com algumas centenas de funcionários. Esse é o projeto da Arrival, uma pequena montadora de veículos elétricos financiada pela UPS, uma empresa de entregas. As informações são da Exame.

Leia também:

Robôs multitarefa e menor investimento

Nessas pequenas fábricas que estão sendo criadas, vans e ônibus de entregas serão montados por robôs multitarefa. Com isso, a expectativa é produzir vans mais baratas que as comuns e que outros modelos elétricos. 

Enquanto construir uma montadora tradicional sai por mais de US$ 1 bilhão de dólares, as microfábricas terão custo de US$ 50 milhões. Essas indústrias contarão apenas com algumas centenas de funcionários, enquanto montadoras tradicionais têm mais de dois mil trabalhadores e têm uma produção alta.

"A abordagem da linha de montagem exige um investimento de capital muito grande e você tem de chegar a níveis de produção muito altos para ter alguma margem. A microfábrica nos permite montar veículos lucrativos em qualquer quantidade", afirma o presidente da Arrival, Avinash Rugoobur.

Nas montadoras comuns, os robôs normalmente são programados para executar duas tarefas, mas na Arrival esses robôs terão várias funções. 

Motivos do custo mais baixo

O que acaba diminuindo o preço da produção, nesse caso, é que a maioria das peças de aço estão sendo substituídas por componentes feitos de compósitos avançados - uma mistura de polipropileno e fibra de vidro. Além disso, o que reduz mais o valor de produção é que não são necessárias soldas de metal, pois as partes são unidas por adesivos estruturais. 

Apesar de as ideias não terem sido testadas, a expectativa da Arrival é começar a produção de ônibus até o fim de 2021.