Stênio Garcia revela que foi demitido da Globo por mensagem no celular

Stênio Garcia em
Stênio Garcia em "Carga Pesada" (Foto: Divulgação/Globo)

Um dos veteranos da Globo, onde trabalhou por quase 50 anos, o ator Stênio Garcia revelou, em entrevista, que acabou demitido da emissora por uma mensagem no celular. Ele ainda disse que o seu desligamento seria devido a um problema com o autor de novelas Silvio de Abreu.

Garcia foi demitido da Globo em 2020, em meio à pandemia de coronavírus. Ainda assim, o ator já não tinha um papel há cerca de oito anos e, durante esse tempo, ficou na "geladeira" da emissora:

"Acho uma pena, porque me sinto com fôlego ainda para trabalhar algum tempo. Eu gostava de trabalhar na emissora. Não tinha a menor noção de que teria uma perseguição individual sobre isso, só soube depois", declarou ao site Notícias da TV, referindo-se a um desentendimento com Silvio de Abreu.

"Foi por uma razão meio boba. Minha mulher [Marilene Saade, com quem é casado desde 2009] tinha falado mal do Silvio de Abreu no Instagram. Eu acho que qualquer pessoa que interfira no processo de trabalho de alguém não é bom, foi péssimo. Ele não é muito bom-caráter, não", explicou o ator, que classificou a atitude como "boba" e "ridícula".

Em resposta à acusação, Abreu negou qualquer perseguição a Garcia: "Essa história é completamente falsa. Nunca aconteceu. Primeiro porque não cabia a mim contratar ou dispensar quem quer que fosse, esse trabalho era do RH. Eu nunca fui consultado sobre a dispensa do senhor Stenio Garcia, e ele nunca me procurou enquanto eu estava no cargo para me pedir nada ou falar que tinha recebido aviso de dispensa", declarou.

Além de autor de sucessos como "Belíssima" e "Torre de Babel", Abreu também foi diretor de teledramaturgia da Globo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos