STF: cinco ministros votam para manter Ibaneis Rocha afastado do cargo de governador

O Supremo Tribunal Federal (STF) analisa nesta quarta-feira se mantém a decisão que afastou do cargo o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, por 90 dias. O julgamento ocorre ao longo do dia no plenário virtual. Até o momento, já há cinco votos para manter o afastamento, faltando apenas um para chegar à maioria.

Sonar: Parlamentares do partido de Bolsonaro divulgaram fake news sobre idosa morta no ginásio da PF

Leia mais: Lula se reúne com Tarcísio de Freitas no Palácio do Planalto

A decisão foi tomada no domingo pelo ministro Alexandre de Moraes, que considerou que Ibaneis teve uma "conduta dolosamente omissiva" por permitir a realização de manifestações golpistas em Brasília. Nesta quarta, Moraes manteve seu voto, e já foi acompanhado até aqui pelos ministros Cármen Lúcia, Dias Toffoli, Edson Fachin e Gilmar Mendes. Por enquanto, não há nenhum voto contrário.

Na mesma decisão, Moraes ainda determinou a "desocupação e dissolução total" em 24 horas dos acampamentos realizados nas imediações de unidades militares, a proibição de entrada no Distrito Federal de ônibus e caminhões com manifestantes e o bloqueio de 17 perfis em redes sociais, entre outros pontos.

No plenário virtual, cada ministro deposita o seu voto durante um determinado período de tempo. Neste julgamento, a sessão começou na madrugada desta quarta e vai até às 23h59.