STF envia à PGR pedido para investigar Bolsonaro por fala sobre Anvisa

·1 min de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro gestures during a ceremony on the International Day Against Corruption at Planalto Palace in Brasilia, on December 9, 2021. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Bolsonaro se irritou com autorização da Anvisa para vacinar crianças contra a Covid

O ministro do STF, Ricardo Lewandowski, encaminhou ao Ministério Público uma notícia-crime de um deputado do PT em que o presidente Jair Bolsonaro é acusado de “incentivar pessoas a ameaçar servidores da Anvisa”.

Bolsonaro falou em 16 de dezembro que gostaria de saber o nome dos funcionários do órgão que autorizou a vacinação contra a Covid-19 em crianças a partir de 5 anos.

Após o envio dessa notícia-crime cabe ao procurador-geral, Augusto Aras, decidir se arquiva a peça ou abre inquérito contra Bolsonaro.

A reclamação contra Bolsonaro foi apresentada pelo deputado Reginaldo Lopes (PT-MG).

Segundo ele, "merece apuração a conduta do noticiado [o presidente da República], pois o seu ato animou pessoas a ameaçarem os servidores públicos o que, no mínimo, foi um risco assumido pelo noticiado, ao menos em tese".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos