STF inclui pela primeira vez mulher negra em lista tríplice do TSE, e André Ramos Tavares é o favorito

BRASÍLIA — O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta quarta-feira a lista tríplice para o cargo de ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nas vagas que são reservadas à advocacia. A lista, que pela primeira vez, conta a indicação de uma advogada negra, a jurista Vera Lúcia Sampaio, é encabeçada pelo advogado André Ramos Tavares. Também figura no rol o nome de Fabrício Medeiros.

O posto de ministro substituto é especialmente importante em ano eleitoral por ser tradicionalmente responsável pela análise das ações envolvendo propaganda.

O advogado André Ramos Tavares recebeu nove votos, enquanto Fabrício Medeiros foi votado por oito ministros. Vera Lúcia recebeu sete votos. A advogada Rogéria Dotti, que também constava na lista "quádrupla" encaminhada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, ao STF, recebeu quatro votos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos