Fortes chuvas fazem 160 pessoas deixarem suas casas no noroeste da Argentina

Buenos Aires, 28 mar (EFE).- Ao menos 160 pessoas foram evacuadas nas últimas horas desta terça-feira na província de Tucumán, no noroeste da Argentina, devido às inundações provocadas pelas fortes chuvas que afetam à região.

Fontes oficiais informaram à Agência Efe que em menos de oito horas choveu 180 milímetros no sul da província, o que danificou algumas estradas, que ficaram intransitáveis, deixando algumas casas e escolas isoladas.

Segundo fontes do governo da província, não há registros de mortos ou feridos até o momento. Além disso, elas afirmam que as consequências das inundações não foram tão violentas como outras ocasiões anteriores, quando ocorreu o transbordamento de rios.

As tempestades afetaram especialmente as localidades de Graneros e La Invernada, onde 100 e 60 pessoas, respectivamente, tiveram que deixar suas casas e foram levadas a escolas próximas.

Na noite de ontem, uma estrada foi bloqueada. Quatro comunidades que ficam ao sul de La Invernada permaneceram isoladas.

O intendente de La Cocha, uma das comunidades que ficou isolada, Leopoldo Rodríguez, indicou hoje à emissora "Todo Noticias" que as aulas foram suspensas. Agora, a chuva está dando uma trégua na região, o que permite as autoridades avaliarem a situação e retirar as pessoas que estavam incomunicáveis desde ontem.

Apesar de a chuva ter diminuído por enquanto, o boletim mais recente do Serviço Meteorológico Nacional mantém o alerta por tempestades fortes no noroeste do país, afetando também de Salta, Catamarca, Jujuy e Mendoza. EFE