STJ nega recurso de Lula contra condenação no processo do triplex

Carolina Brígido
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou nesta terça-feira mais um recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a condenação no processo sobre o triplex em Guarujá (SP).

A defesa de Lula contestou uma decisão do mesmo colegiado, que recusou o pedido para que fossem usadas no processo mensagens trocadas entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores da Lava-Jato quando Moro conduzia os processos. As mensagens foram obtidas por hackers e apreendidas em 2019, na Operação Spoofing.

No julgamento desta terça-feira, o ministro Félix Fischer afirmou que o STJ já negou o uso dos diálogos no processo, porque o material não foi submetido a perícia. A defesa queria incluir as mensagens para provar que Moro agiu com parcialidade e, por isso, a condenação deveria ser anulada. Fischer explicou que essa tese já foi rejeitada pelo tribunal.

Lula foi condenado por Moro no caso do triplex em 2017. A segunda instância manteve a condenação. O STJ fez o mesmo, mas diminuiu a pena imposta ao ex-presidente.

Em dezembro do ano passado, o ministro Ricardo Lewandandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a defesa de Lula a ter acesso às mensagens apreendidas. Na última segunda-feira, o ministro retirou o sigilo do material, que tem 50 páginas de diálogos transcritos.