Streamers da Turquia teriam usado Twitch para lavagem de dinheiro

·4 min de leitura
ANKARA, TURKEY - OCTOBER 6: The logo of
ANKARA, TURKEY - OCTOBER 6: The logo of "Twitch" is displayed on a smartphone in Ankara, Turkey on October 6, 2021. (Photo by Hakan Nural/Anadolu Agency via Getty Images)
  • Esquema foi revelado por usuários da Twitch na Turquia, após investigação da comunidade; 

  • Usuários perceberam que streamers com poucos espectadores ganhavam doações acima do normal;

  • Esquema ocorre por meio do sistema de transmissão ao vivo da Twitch;

A comunidade online da Turquia foi abalada por um escândalo em torno do Twitch, depois que foi revelado que o serviço de transmissão ao vivo da Amazon é usado para lavar dinheiro no valor de milhões de dólares, como revelou o jornal turco Duvar. O esquema foi notado por streamers do Twitch após um vazamento massivo de dados em 6 de outubro, que mostrou pagamentos de milhares de streamers. 

Após uma inspeção cuidadosa, a comunidade de streamers turcos notou, observando a lista vazada no dia 6 de outubro, que aqueles com 40 a 50 espectadores estavam ganhando quantias anormalmente altas de dinheiro. Pouco depois do vazamento, os fóruns da internet começaram a ser preenchidos com denúncias de streamers envolvidos no escândalo, com usuários perguntando como certos jogadores com tão poucos seguidores conseguiram ganhar altos valores em dólares, que significam milhares de liras turcas.

O que se seguiu foi uma série de revelações de Ahmet "Jahrein" Sonuç, um dos streamers mais populares da Turquia, com 1,7 milhão de seguidores. Sonuç em 23 de outubro anunciou que teve acesso a uma série de documentos que mostravam que os usuários do Knight Online assistidos por 40 a 50 pessoas estavam ganhando até US$ 2.500 (cerca de R$ 14 mil) por dia. “O dinheiro foi lavado através da Cheering with Bits de forma anônima, usando cartões de crédito roubados”, disse Sonuç em thread no Twitter

Vale ressaltar que os bits são um bem virtual na plataforma que você compra com dinheiro real e pode oferecê-los aos streamers para incentivá-los a continuar com o trabalho. Normalmente, quando você compra bits para animar streamers, não pode convertê-los de volta em dinheiro real. É um bem não reembolsável.

Os streamers, é claro, ganham grandes somas de dinheiro com a soma de todos os bits ao longo do tempo, mas se você for apenas um fã deles, não poderá converter seu dinheiro de volta em bits. No entanto, se os bits entram na equação com cartões de crédito roubados, a situação muda, e foi o que aconteceu no caso de lavagem de dinheiro entre streamers turcos. 

Leia também:

De acordo com Sonuç, o esquema de lavagem de dinheiro funciona da seguinte forma: Indivíduos que obtêm informações de cartões de crédito roubados, entram em contato com os streamers e sugerem o envio de bits de contas anônimas em troca do envio de certa quantia do dinheiro doado pelo streamer. O streamer, depois de receber o dinheiro, paga a comissão pré-determinada, geralmente que vai de 20 a 80% ou até mesmo a 50-50, aos lavadores por meio de carteiras digitais.

Vários streamers que admitiram ter participado do esquema disseram que os lavadores de dinheiro lhes disseram que eles tinham um sistema que incluía muitas contas de bot e que ganhavam dinheiro com os bits enquanto as contas de bot "assistiam" aos streams. Eles encobrem a ilegalidade do esquema dizendo que mais tarde podem enviar esses bits para os streamers, disse Sonuç ao canal do YouTube do jornalista Nevşin Mengü.

Em outra entrevista ao portal WebTekno, Sonuç disse que o esquema de lavagem de dinheiro já existe há três anos e inclui dezenas de usuários. "Alguns streamers têm compartilhado e-mails que receberam desses indivíduos há dois anos", disse o streamer ao WebTekno, ao mesmo tempo que afirmou ter conversado com um usuário que desejava manter o anonimato e que admitiu estar envolvido no esquema. Sonuç também disse que um deles enviou à Twitch um e-mail sobre a oferta que receberam há dois anos, e que a empresa foi notificada.

Não apenas Sonuç denunciou o fato, como outros streamers populares do país, como Grimnax, um streamer do Twitch com 290.000 seguidores, compartilhou imagens no Twitter da oferta que recebeu, que mostravam que o lavador propunha dar a ele 20 por cento do dinheiro que eles doariam. Outra usuária do Twitter, denunciou a Twitch na rede social que cerca de 10 mil liras turcas teriam sido deduzidas do cartão de crédito dela sem que ela tivesse uma conta no site de streaming.

Desde que o escândalo estourou, Sonuç tornou-se o streamer mais ruidoso a convocar o Twitch para agir para prevenir a lavagem de dinheiro. Além de compartilhar as informações que possui com as autoridades legais, ele lançou uma "campanha Clean Twitch", que atraiu amplo apoio no Twitter, entre eles, políticos, que estavam entre os que apoiaram a campanha de Sonuç.

De acordo com os cálculos do site de notícias turco Haberler.com, um total de US$ 9,8 milhões foi lavado por 2.400 streamers turcos nos últimos dois anos. Segundo o serviço turco da BBC, a Twitch tomou medidas contra os usuários do país que abusaram dos sistemas de monetização da plataforma para fins de lavagem de dinheiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos