Tempestade derruba 2 minaretes decorativos na entrada do Taj Mahal

Nova Délhi, 12 abr (EFE).- Uma forte tempestade derrubou dois minaretes decorativos de pedra na entrada do complexo arquitetônico do Taj Mahal, sem que o monumento principal tenha sofrido danos, informou nesta quinta-feira à Agência Efe uma fonte oficial.

Uma coluna alongada com forma de minarete da grande porta que dá acesso ao Taj Mahal quebrou ontem à noite por causa do vento, da mesma forma que uma segunda na porta sul do complexo, explicou Kamei Athoilu Kabui, superintendente adjunta do Serviço Arqueológico da Índia (ASI) em Agra, cidade indiana que abriga o complexo.

"Ainda não posso dizer nada sobre os danos, mas uma equipe de engenheiros e arquitetos está inspecionando a área e só depois vão planejar sua restauração", acrescentou.

Em várias fotografias do fato publicadas na imprensa local se observa a parte superior da coluna no chão, quebrada em várias partes, aos pés da grande porta de pedra vermelha.

Kabui afirmou que os trabalhos de restauração não impedirão os turistas de visitar o Taj Mahal, aonde todo dia vão milhares de pessoas.

"É a primeira vez que uma tempestade danifica um dos prédios desse complexo", concluiu Kabui.

Nos últimos meses, as autoridades indianas impuseram várias medidas para tentar solucionar a questão das aglomerações e do problema do excesso de público, entre elas limitar as visitas a três horas e um aumento do preço da entrada para o público indiano.

O Taj Mahal é um dos monumentos mais visitados do mundo, foi construído entre 1631 e 1648 pelo imperador Shah Jahan como um monumento funerário em honra à sua falecida esposa Mumatz Mahal, e representou um investimento descomunal para a época, usando os arquitetos mais sobressalentes e os materiais mais preciosos e nobres de todo o mundo.

Em 1983 foi declarado patrimônio da humanidade e em 2007 eleito uma das sete maravilhas do mundo moderno. EFE