Styme, startup investida por Camila Farani, é comprada pela OiMenu

·1 minuto de leitura
Camila Farani e os criados da Styme. Foto: Divulgação.
Camila Farani e os criados da Styme. Foto: Divulgação.

Camila Farani, maior investidora anjo do Brasil, e o ator Caio Castro, estão concluindo o M&A da startup Styme, investida por eles no reality Shark Tank Brasil, exibido no Canal Sony, e que foi comprada pela foodtech OiMenu em menos de seis meses.

A dupla entrou com 10% da sociedade da Styme, responsável pela digitalização de bares e restaurantes, em fevereiro deste ano, no programa. A aposta partiu de Farani, que, com sua experiência no ecossistema de startups e sua bagagem como empreendedora, vislumbrou que a necessidade de soluções tecnológicas no segmento de alimentação, cresceria este ano e no pós-pandemia.

Este mês, a OiMenu anunciou a aquisição da Styme, que realizou, só em 2021, mais de cinco milhões de pedidos por meio do seu serviço, movimentando mais de R$ 110 milhões.

Leia também:

Camila Farani dá dicas de como conquistar investidores

Uma das empreendedoras mais famosas do Brasil, Camila Farani defende o equilíbrio na hora de vender uma ideia: paixão e consistência no discurso e na hora de mostrar a que veio.

"Pegar o sonho dele e conseguir que se sonhe junto", desafia a empresária, que faz parte do reality Shark Tank Brasil.

"Me perguntaram o que foi mais importante com esses empreendedores do Shark Tank. Respondi que foi como conseguimos ter uma relação saudável, onde não necessariamente só a minha opinião vale, mas também a deles. E as opiniões se completarem para poder crescer, e foi isso que aconteceu", contou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos