Suíça diz que jogadores foram infectados por vírus antes da partida contra Portugal pela Copa


A seleção da Suíça anunciou nesta quarta-feira que alguns dos seus jogadores foram afetados por um vírus que os impediu de jogar, impactando a equipe na derrota para Portugal, nas oitavas de final da Copa do Mundo no Qatar.

O presidente da Associação Suíça de Futebol (ASF), Dominique Blanc, e o diretor técnico, Pier Tami, informaram que vários dos jogadores suíços foram contagiados por um vírus no hotel da concentração, mas deixaram claro que não estavam com covid-19.

+ Técnico da Suíça pede desculpas após eliminação com goleada de Portugal na Copa do Mundo

A infecção causou a ausência do lateral-direito Silvan Widmer, em particular, e em menor grau do zagueiro Nico Elvedi, que ficou no banco de reservas. O zagueiro Fabian Schär foi infectado antes e pôde jogar a partida.

DIRETORES CONFIRMAM PERMANÊNCIA DO TÉCNICO

Murat Yakin - Suíça
Murat Yakin - Suíça

Murat Yakin deve iniciar próximo ciclo de Copa da Suíça (Foto: Fabrice COFFRINI / AFP)

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


Os executivos da Federação Suíça também afirmaram que o treinador Murat Yakin permanecerá no cargo mesmo após a eliminação na Copa do Mundo. Os suíços deram adeus com uma goleada de 6 a 1 sofrida para Portugal.

- Não, de jeito nenhum. Vamos analisar em detalhes o que aconteceu nas próximas semanas. Mas ele está conosco há um ano e três meses e durante esse tempo classificou a Suíça diretamente para a Copa do Mundo - comentou Pier, que não ficou satisfeito com a intensidade física apresentada pelos suíços contra os portugueses:

- São muitos os motivos que explicam o jogo contra Portugal e temos de fazer uma análise precisa. O nosso nível físico não estava ao nível do nosso rival. Estamos decepcionados, embora seja justo destacar Portugal - afirmou.