Sucesso de 1980, cantor fala pela primeira vez sobre sua homossexualidade

·2 min de leitura

Quem viveu a década de 80 possivelmente já dançou ao som de "Vamos dançar Mambolê", música alçada a hit e que transformou o Trio Los Angeles num sucesso da época. O grupo batia ponto nos programas "Cassino do Chacrinha" e "Qual é a música?", e foi até tema de abertura da novela das sete "Transas e caretas", exibida em 1984. À frente do trio, estava o ex-modelo Márcio Mendes, acompanhado das morenas Ana Maria e Cléo Ferreira. Passados 40 anos do estouro nacional, o cantor falou pela primeira vez sobre sua homossexualidade.

Veja também: Ator Kiko Mascarenhas celebra conquistas e elogia colegas que 'saíram do armário': 'O tempo de se esconder acabou'

Márcio, que ficou conhecido também pelos figurinos sensuais e extravagantes, diz que sempre preferiu manter a discrição sobre sua vida privada, esquivando-se de perguntas sobre o tema, mas hoje, aos 72 anos, prefere não mais se esconder.

"Nunca toquei nesse assunto. Minha família nunca me perguntou sobre isso, por exemplo. Mas sou uma pessoa normal e totalmente aberto. As pessoas que convivem mais comigo sabem. Muita gente do nosso meio nunca vai sair do armário, a gente sabe disso. Sou um cara moderno e hoje tenho que ter essa liberdade. Vou mentir até quando? Tenho um companheiro que cuida muito bem de mim. É o Wagner, que está comigo há muitos anos. Não devo ter preconceito de nada", disse Márcio Mendes no podcast Papagaio Falante.

O cantor ainda faz apresentações cantando músicas do Trio Los Angeles, atualmente numa nova formação. Além disso, ele ganha a vida promovendo concursos de beleza para a terceira idade e dedicando-se a uma fábrica de tortas doces que montou em sua mansão na Granja Viana, em Cotia, São Paulo, onde mora: "Tenho o meu trabalho e penso todos os dias que tenho que ser feliz".

 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos