Sul-africano William Kentridge vence o prêmio Princesa das Astúrias das Artes

O artista sul-africano William Kentridge na praça de Campidoglio, em Roma, em 12 de abril de 2016

O sul-africano William Kentridge, criador multifacetado com um trabalho que vai da pintura à videoarte e o cinema de animação, foi anunciado nesta quinta-feira como o vencedor do prêmio Princesa das Astúrias das Artes.

O júri afirmou que Kentridge é um dos artistas "mais inovadores" no mundo.

"A obra de Kentbridge representa a contribuição mais destacada do continente africano à criação artística contemporânea com projeção mundial", declarou o presidente do júri, José Lladó Fernández-Urrutia.

Nascido em 1955 em Johannesburgo, filho de advogados de vítimas do apartheid, Kentridge é "um dos artistas mais completos e inovadores do panorama internacional", que em sua arte mescla conteúdos poéticos e sociopolíticos, demonstrando estar "profundamente comprometido com a realidade", destacou o júri.