Superávit em transações correntes do Brasil alcança US$202 mi em novembro, abaixo do esperado

·1 minuto de leitura
Prédio do Banco Central em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O superávit em transações correntes do Brasil foi de 202 milhões de dólares em novembro, com o déficit em 12 meses passando a 0,82% do Produto Interno Bruto (PIB), divulgou o Banco Central nesta sexta-feira.

O resultado veio pior que o superávit de 1 bilhão de dólares esperado por analistas em pesquisa da Reuters. Por sua vez, os investimentos diretos no país (IDP) alcançaram 1,514 bilhão de dólares, ante expectativa no mercado de 1,35 bilhão de dólares.

Para o mês de dezembro, o BC projetou um superávit em transações correntes de 500 milhões de dólares e IDP de 2,6 bilhões de dólares. Até o dia 15 deste mês, o fluxo cambial ficou negativo em 1,649 bilhão de dólares, disse ainda o BC.

Na véspera, em seu Relatório Trimestral de Inflação, a autoridade monetária já havia ajustado suas projeções para déficit em transações correntes a 7 bilhões de dólares em 2020, abaixo do rombo de 10,2 bilhões de dólares estimado em setembro. Para o IDP, o BC piorou expressivamente sua perspectiva a um ingresso de 36 bilhões de dólares, ante projeção anterior de 50 bilhões de dólares.

(Por Marcela Ayres)