Superação de jovem que trocou o tráfico pelo skate inspira livro

Leonardo Sodré

NITERÓI - As voltas que a vida dá permitem desatar nós, refazer trajetos e promover conexões, criando vínculos que mudam e iluminam histórias. Foi assim que o jovem gonçalense Anderson Stevie, preso duas vezes por tráfico de drogas, uniu-se ao skate como ferramenta para deixar a vida pregressa. E foi assim também que ele encontrou durante a trajetória o jornalista Victor Costa, disposto a jogar luz sobre sua biografia. O resultado é o livro “Entre o skate e o tráfico”, que será lançado na próxima quinta-feira, dia 14, às 17h, no Oi STU Open, maior evento dedicado ao esporte e à cultura urbana da América Latina, que será realizado na Barra da Tijuca.

O encontro de Victor Costa com Anderson Stevie aconteceu em 2017, na mesma Praça do Ó onde será lançado o livro. O jornalista, que era repórter do GLOBO na editoria de Esportes, foi escalado para uma pauta sobre as competições de skate dos Jogos de Verão. Lá, conheceu Stevie e se encantou com sua trajetória. Poucos dias depois, estava com a equipe do jornal na casa do skatista, no bairro Almerinda, em São Gonçalo, para uma reportagem exclusiva sobre a carreira dele.

— Depois da entrevista fomos almoçar, e ele me falou que a vida dele rendia um filme. Eu disse que antes disso daria um livro. Fizemos um acordo ali mesmo, na hora, de que esse livro ia sair. Pouco meses depois, começamos a trabalhar para isso —conta o jornalista.

Morando na Califórnia, onde é patrocinado por marcas, participa de eventos e produz vídeos com as manobras mais inusitadas que geram milhares de visualizações nas redes sociais, Anderson Stevie passou a se comunicar com Victor Costa pela internet. Em ligações via aplicativo que duravam horas, Stevie contava cada detalhe de sua trajetória até a meca do esporte.

— Foi difícil achar uma ordem cronológica porque as coisas aconteceram muito rápido na carreira dele. Eu fui atrás de todo mundo a quem eu tive alcance e que fez parte da história dele. Mas muitas pessoas que viveram com ele no crime estão presas ou estão mortas. Então, tive dificuldade. Entrevistei familiares, mas prevaleceu muito a memória dele — explica Victor Costa.

A primeira edição da biografia “Entre o skate e o tráfico” será publicada de forma independente, financiada via crowdfunding. Cada exemplar custa R$ 30 e, durante o lançamento, um talk show com nomes de destaque do esporte vão debater o skate como ferramenta de transformação social.