SuperaRJ já concedeu R$ 21 milhões a 1,6 mil micro e pequenos empresários no estado

·3 minuto de leitura

Mais de R$ 21 milhões em créditos já foram concedidos pelo programa SuperaRJ a cerca de 1,6 mil micro e pequenos empresários do estado do Rio. Os financiamentos foram liberados pela Agência Estadual de Fomento (AgeRio) a microempreendedores individuais, autônomos e profissionais informais, e para micro e pequenas empresas. A iniciativa do Governo do Estado oferece até R$ 50 mil, com juros zero e carência mínima de seis meses, a negócios com dificuldades por conta da cenário de pandemia.

— É um importante marco alcançado em pouco mais de um mês do lançamento do programa. É mais um exemplo de como o empreendedor precisa do apoio do governo no momento da retomada após a crise. Estamos ajudando a movimentar a economia, recuperar negócios e fomentar novos empreendimentos — afirmou o governador Cláudio Castro.

Entre os principais segmentos já beneficiados pelo SuperaRJ estão: comércio varejista de artigos do vestuário, lanchonetes, restaurantes, manicure e pedicure, cabeleireiro, costureiro, e materiais de construção em geral. As 10 cidades fluminenses que mais tiveram contratos aprovados foram: Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Belford Roxo, Niterói, Nova Friburgo, São João de Meriti, Petrópolis e Cabo Frio.

A proprietária das lojas Piticas, do Plaza Niterói e de Petrópolis, Nerusa Teves, de 40 anos, recebeu o crédito para a franquia niteroiense.

— Já tinha um tempo que não tínhamos como fazer um grande volume de compras, tudo estava sendo contado e impactando na capacidade de venda. Então, chegou para dar um respiro para aguentar o final da pandemia. A expectativa é boa porque o calendário de vacinação no Estado do Rio está avançado e já sentimos reflexo no consumo, no número das pessoas circulando. Vem para nos dar uma segurança de permanecer operante — diz Nerusa.

No total, a previsão é que o programa conceda R$ 300 milhões nos próximos meses.

Como solicitar o crédito

Quem pode se beneficiar - Micro e pequenas empresas, cooperativas e associações de pequenos produtores; microempreendedor individual; agricultores familiares; profissionais autônomos, inclusive agentes e produtores culturais; empreendimentos da economia popular solidária; e costureiras, cabeleireiros, manicures, esteticistas, maquiadores, artistas plásticos, sapateiros, cozinheiros, massagistas, empreendedores sociais, empreendedores que atuam em comunidades e negócios de impacto social.

As condições - São liberados financiamentos de até R$ 5 mil para autônomos e profissionais informais e de até R$ 50 mil para micro e pequenas empresas. O prazo total para autônomos e informais é de até 36 meses de pagamento, incluída a carência de seis meses. As micro e pequenas empresas possuem prazo total de até 60 meses, incluída uma carência mínima de seis meses e máxima de 12 meses.

Etapas - A solicitação de crédito é feita online, preenchendo um formulário no site www.agerio.com.br/supera-rj. Caso seja aprovado na fase inicial, o solicitante receberá e-mail de um correspondente de crédito da AgeRio, solicitando documentos para dar entrada no financiamento. Os documentos devem ser enviados por e-mail ou WhatsApp do correspondente.

O que é preciso - Uma cartilha disponível no site www.agerio.com.br relata os documentos que é preciso reunir. Profissionais autônomos e informais deverão ter um avalista terceiro (pessoa com renda comprovada).

Custo - Sem juros, o programa pede apenas o pagamento de uma tarifa de consulta cadastral, de 3%do valor total do crédito, descontada na liberação do financiamento.

Usos - O crédito pode ser utilizado para fluxo de caixa, compras de mercadorias, equipamentos, utensílios, computadores, sistemas e pagamento de obras.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos