Supervia pede recuperação judicial com R$ 1,2 bilhão em dívidas

·1 minuto de leitura

RIO E SÃO PAULO - A Supervia, companhia de trens urbanos da região metropolitana do Rio, entregou hoje ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) um pedido de recuperação judicial, informou o jornal Valor Econômico.

A concessionária acumula dívidas de R$ 1,2 bilhão, tendo como principais credores o BNDES e a Light, distribuidora de energia. A empresa também deve a portadores de debêntures de infraestrutura. A ação foi direcionada por sorteio para a 2ª Vara Empresarial do Rio.

A Supervia, que já foi administrada pela Odebrecht, é controlada atualmente pela Gumi Brasil, subsidiária de um consórcio liderado pela japonesa Mitsui.

A concessionária vive em crise há mais de uma década e teve as dificuldades financeiras agravadas por uma queda de 50% na movimentação de passageiros durante a pandemia, segundo estimativas da empresa citadas pelo Valor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos