Suposta matéria do G1 sobre projeto de Lula de usar o pronome neutro na Bíblia é uma montagem

Publicações compartilhadas centenas de vezes nas redes sociais desde 12 de junho de 2022 afirmam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria declarado que, caso seja eleito, a “Bíblia vai adotar pronome neutro e não terá mais o nome de Jesus”. A alegação é embasada na captura de tela de um suposto artigo do portal de notícias G1. Mas trata-se de uma montagem. À AFP, a assessoria de imprensa do ex-mandatário assinalou que ele “jamais disse isso”.

“Mais uma do ladrão, quer mudar a Bíblia chamando Jesus de Jesuses Você que se diz cristão e vota nesse rato, tenho nojo de vc”, escreveu um usuário ao compartilhar o conteúdo no Twitter (1, 2).

As publicações também circulam no Facebook (1, 2) e Instagram (1, 2).

Captura de tela feita em 14 de junho de 2022 de uma publicação no Facebook ( . / )

O pronome neutro não traz indicação de gênero e geralmente é utilizado para se referir a pessoas não binárias, que não se identificam com o gênero masculino ou feminino.

As publicações virais são acompanhadas de uma captura de tela de uma suposta reportagem da editoria de “política” do portal G1, intitulada: “Lula diz: ‘no meu governo, Bíblia vai adotar pronome neutro e não terá mais o nome de Jesus’”. Abaixo, o subtítulo detalha, com um erro de grafia na frase: “Ex-presidente profere a fala enquanto estava acompanhado por liderenças do Candomblé”.

A suposta notícia é assinada pelo jornalista “Astolfo Mendes” e teria sido publicada em 7 de maio de 2022.

Porém, uma comparação entre o registro viral e uma notícia publicada pelo portal de notícias no mesmo mês permite identificar sinais de manipulação.

No conteúdo publicado pelo site, por exemplo, é possível ver que os símbolos de redes sociais não coincidem com os da captura de tela viral: o portal de notícias permite que o leitor compartilhe o conteúdo no Telegram, e não no Pinterest. Além disso, o símbolo para a rede social Facebook usado pelo G1 no mesmo período é diferente do visto nas publicações virais.

Também na captura viralizada o logotipo do portal não aparece no canto superior esquerdo do conteúdo, diferentemente das publicações originais do site:

Comparação feita em 14 de junho de 2022 entre uma das publicações no Facebook (E) e a captura de tela de uma notícia publicada pelo portal G1 acessada via smartphone ( . / )

Uma busca pelos termos “Lula” e “pronome” no portal não mostrou qualquer matéria semelhante.

Uma segunda pesquisa, dessa vez por “Astolfo Mendes”, suposto autor da reportagem, e “G1” tampouco levou a resultados compatíveis.

Procurado pelo Checamos em 13 de junho de 2022, a assessoria do portal de notícias confirmou que a captura de tela é uma montagem: “A suposta notícia do G1 de que Lula diz: 'No meu governo, Bíblia vai adotar pronome neutro e não terá mais o nome de Jesus' é FALSA”.

A assessoria ainda assinalou que o veículo não conta com "nenhum repórter com o nome de Astolfo Mendes" em sua equipe.

Em 13 de junho de 2022 o site já havia afirmado, por meio do seu serviço de verificação de fatos, que a “imagem que circula nas redes sociais é uma montagem obtida por meio de fraude”.

Contatada pela AFP em 12 de junho de 2022, a assessoria de Lula também informou que "o ex-presidente jamais disse isso”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos